Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Jovens portugueses ganham concurso internacional de design

Dupla de jovens portugueses vence concurso internacional de design, mas receia não ter oportunidades de emprego em Portugal.
15 de Setembro de 2013 às 20:20
Dupla de jovens portugueses vence concurso internacional de design, mas receia não ter oportunidades de emprego em Portugal.

Lembram-se de na primária passarem mais tempo a desenhar do que a prestar atenção às aulas. Hoje, com 22 e 26 anos, Catarina Almeida Santos e João Pereira são os únicos portugueses vencedores do InteriorDeck Award, um concurso internacional para estudantes de design.

"Ambos tínhamos competências para concorrer, a Catarina na categoria de ambientes e eu na do design industrial. Optámos por formar uma equipa, começar a esboçar, pensar nalgumas ideias e criar o projeto, mas não com a mentalidade de ‘vamos ganhar e ter aquele prémio'", conta ao Correio da Manhã João Pereira, estudante no IADE (Instituto de Arte, Design e Empresa), onde tem como colega Catarina Almeida Santos. Ambos frequentam ali mestrado, sendo que também ambos se licenciaram nesta casa académica.

Tinham de desenhar um chalé para alguém que gostasse de passar férias no calmo ambiente dos Pirinéus. Deram-lhes "apenas um mês e pouco", mas superaram o desafio e as próprias expetativas. "Um dos pontos chave da vitória deve ser o facto de o espaço estar muito virado para o exterior. A paisagem é belíssima e nós quisemos aproveitar sobretudo as janelas", explica Catarina Almeida, mestranda de Design de Produção de Ambientes.

Como prémio, os dois jovens portugueses terão o seu trabalho publicado em várias revistas internacionais de arquitetura e design, tanto em edições impressas, como em publicações online. 

FALHAM RESPOSTAS A OFERTAS DE EMPREGO

O talento e dedicação levou-os a vencer o ‘InteriorDeck Award 2013', entre concorrentes de todo o mundo, no entanto, nem isso lhes garante emprego. "O design parece ser mais valorizado lá fora. Em Portugal respondemos todos os dias a anúncios e raramente sequer obtemos resposta". Um cenário, garante o mestrando de Design de Produção Industrial, diferente do que acontece no estrangeiro, onde "é mais fácil ter resposta a uma entrevista".

De uma maneira ou de outra, o certo é que ambos os vencedores acreditam no valor dos profissionais do design em Portugal, embora temam que o País não tenha condições para lhes dar um futuro. A emigração é, cada vez mais, uma hipótese. "A nossa área é bastante valorizada nos países orientais, mas se pudesse ficava na Europa, mais próximo de casa", desabafa Catarina.

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA A FOTOGALERIA
COM O TRABALHO COMPLETO
DA DUPLA PORTUGUESA

InteriorDeck Award 2013 design jovens Portugal concurso
Ver comentários