Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Jurista abdica de salário

Artur Santos Silva é o novo presidente do conselho de administração da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), em Lisboa, sucedendo a Rui Vilar num cargo que não poderá ocupar por mais de dois mandatos seguidos, sendo que cada mandato tem a duração de cinco anos.
23 de Dezembro de 2011 às 01:00
Artur Santos Silva vai abdicar do salário de presidente do conselho de administração da Fundação Calouste Gulbenkian, cargo que ocupará a partir de 2 de Maio de 2012
Artur Santos Silva vai abdicar do salário de presidente do conselho de administração da Fundação Calouste Gulbenkian, cargo que ocupará a partir de 2 de Maio de 2012 FOTO: Manuel de Almeida / Lusa

Artur Santos Silva, de 70 anos, que era desde 2002 membro não executivo do conselho de administração, assumirá as novas funções a 2 de Maio de 2012 mas já anunciou que deverá manter-se como presidente do conselho de administração do Banco BPI, em funções administrativas, e que "abdica de remuneração como presidente" da Fundação Gulbenkian.

O jurista e gestor bancário é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra e foi secretário de Estado do Tesouro entre 1975 e 1976 (no VIGoverno Provisório). Foi vice-governador do Banco de Portugal e recentemente assumiu a presidência da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

Aquando da constituição da FCG, em 1956, o cargo de presidente do conselho de administração era vitalício e foi ocupado, sucessivamente, por José de Azeredo Perdigão, Ferrer Correia e Victor Sá Machado. Apartir de 2002, por decisão do conselho de administração da altura, presidido por Emílio Rui Vilar, os estatutos foram alterados e ninguém poderá assumir o cargo por mais de dez anos.

Actualmente fazem parte do conselho de administração Diogo de Lucena, Isabel Mota, Marçal Grilo, Martin Essayan, Teresa Gouveia e, como administradores não executivos, Eduardo Lourenço, André Gonçalves Silva e Artur Santos Silva.

DESDE 1956

A FCG foi criada pelo arménio Calouste Gulbenkian (1869-1955). Estatutos foram aprovados pelo Estado Português em 1956.

1969

Foi a data de inauguração da presente sede da Gulbenkian em Lisboa.

1983

Foi o ano de inauguração do CAM - Centro de Arte Moderna e Contemporânea.

Londres e Paris

A Fundação Gulbenkian tem duas delegações: uma em Londres, no Reino Unido, outra em Paris, França.

Cultura Fundação Calouste Gulbenkian Artur Santos Silva
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)