KELLY KEY: AMADURECI COM O SUCESSO

De volta ao nosso País, Kelly Key fala do novo disco e revela que pensa mudar-se para Portugal...
15.07.03
  • partilhe
  • 0
  • +
KELLY KEY: AMADURECI COM O SUCESSO
Kelly Key confessa que tem tanto de mulher como de criança Foto Jordi Burch
Correio da Manhã – O que a traz novamente a Portugal?
Kelly Key – Estou a fazer o lançamento do meu novo disco, que se chama “Do Meu Jeito”, cujo single “Andoleta” já está a rodar. Vim sentir novamente o carinho do público português que me adoptou tão bem desde a primeira vez que vim cá. E quem sabe algo mais...
– Como assim?
– Existe a possibilidade de vir morar para Portugal. É uma coisa que está nos meus planos, não sei se daqui a um, dois ou cinco anos. Fui convidada para apresentar um programa de televisão cá, vamos ver...
– O que a impediria de mudar de país?
– Bem, tenho uma filha muito nova, daí que a responsabilidade de mudar seja muito grande. Ela já começa a estudar, está a crescer, é um bocado complicado. Mas é a única pessoa que me impediria de vir para cá. Com os meus pais, não há problema, aliás, o meu pai é português...
– Apresente-nos o seu novo disco...
– É um disco muito pessoal, é a minha cara (risos). Escolhi a foto da capa, escolhi o repertório... Tive muito cuidado em fazer dele uma coisa muito minha, muito pessoal. Por isso é que se chama “Do Meu Jeito”. Em termos de som, está muito evoluído, muito fresco. Misturo a pop com batidas drum’n’bass e r & b. Estou muito satisfeita.
– Como artista, o que lhe falta ainda fazer?
– Bem, lutei muito para chegar até aqui, já caí muito, já ‘levei muita pancada’ para estar aqui. E isso desgasta um pouco. Mas sou como uma bateria que vai se carregando. O que me falta é apresentar um programa de televisão. Já fui convidada e brevemente vou mesmo aceitar. Penso que vou conseguir conciliar as duas actividades.
– A Kelly é um símbolo para muitas adolescentes e crianças brasileiras. Lida bem com esse estatuto?
– Adoro crianças. São um público muito verdadeiro: ou amam ou odeiam. Com as adolescentes é parecido, são também muito exigentes. Lido bem com a situação. Por um lado, sou mulher mas, por outro, sou uma autêntica criança.
– É uma mulher madura?
– Completamente. Amadureci com o sucesso e com a maternidade (foi mãe com apenas 15 anos). Sei o que quero e sei encarar a vida com os pés assentes no chão.
-- Para quando um concerto em Portugal?
-- Brevemente virei dar um concerto em Portugal. É uma promessa.
PERFIL
Kelly de Almeida Afonso nasceu a 3 de Março de 1983 no Rio de Janeiro, Brasil. Apesar de ser uma criança introvertida, desde cedo que Kelly começou a imitar os seus ídolos, principalmente Madonna. Aos sete anos inicia o curso de modelo e aos 12 opta pelo teatro. Mas “o bichinho da música” mordeu mais forte e Kelly lança o primeiro disco, “Escondido”, em 2002, cujo tema “Baba Baby” a lançou para o estrelato, vendendo mais de 500 mil cópias no Brasil.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!