Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

La Féria mostra ‘Piaf’ em Angra (COM VÍDEO)

Foi com uma sala toda de pé a aplaudir e uma Wanda Stuart lavada em lágrimas que terminou anteontem, em apoteose, no Teatro Angrense, em Angra do Heroísmo (Açores), a estreia nacional de ‘Piaf’, espectáculo com que Filipe La Féria homenageia a musa francesa prematuramente desaparecida em 1963, aos 47 anos.

10 de Maio de 2009 às 00:30
Cenário despojado enche-se com as canções e os dramas de Edith Piaf em mais uma encenação de Filipe La Féria
Cenário despojado enche-se com as canções e os dramas de Edith Piaf em mais uma encenação de Filipe La Féria FOTO: direitos reservados

Conhecedores do trabalho do encenador, os angrenses nem queriam acreditar na simplicidade do espectáculo, que não tem cenário algum, cuja acção decorre à frente de bambolinas pretas e que se limita a narrar, por ordem cronológica, alguns dos acontecimentos mais marcantes da vida da cantora. Porém, à medida que a acção avançava, surgiam, em cena, as provas da assinatura de La Féria: a emoção em crescendo (até ao melodrama), deixando empolgados tanto os espectadores, como o elenco.

La Féria diz que decidiu levar esta peça à cena assim que a viu em Paris. Havia outros interessados na corrida, mas o encenador antecipou-se e adquiriu os direitos antes de que outros o fizessem. Com a escolha da protagonista passou-se algo muito semelhante. 'Assim que vi a Sónia Lisboa pensei: é ela. Ela é a Piaf.' A figura, a voz, a presença vibrátil. Mas, como para um papel destes, é preciso duas actrizes, chamou Wanda Stuart. E é quase de dois espectáculos diferentes que falamos: se Stuart tem a experiência, o domínio completo do ‘métier’, Sónia Lisboa traz a frescura e a incrível semelhança física e vocal com Edith Piaf.

A autora da peça, Pam Gems, conheceu Piaf pessoalmente e foi ela quem lhe pediu que contasse a sua história. Com uma única recomendação: 'Não aldrabes.' E não aldrabou. O texto não escamoteia podres da vida de Piaf – a prostituição, a dependência dos homens, as drogas… –, mas também não esquece as suas grandezas: a colaboração com a Resistência Francesa, a generosidade com que sempre se entregou ao público, até lhe dar a sua última gota de sangue.

PORTO É A SEGUIR E LISBOA VAI TER DE ESPERAR

‘Piaf’ só fica no Teatro Angrense uma semana, mas não vem para Lisboa tão cedo. Sendo um espectáculo ‘diferente’ de Filipe La Féria – mais intimista do que espectacular –, fará carreira na Sala Experimental do Teatro Rivoli, no Porto, mantendo-se em cena enquanto o público continuar a afluir. É mais uma prova do fôlego do encenador, que tem também pronto a estrear, para a Sala Principal do Rivoli, ‘A Gaiola das Malucas’, com José Raposo e Carlos Quintas. Contando com ‘West Side Story – Amor Sem Barreiras’, são três grandes produções ao mesmo tempo.

'É UM DEGRAU NA CARREIRA' (Wanda Stuart, Co-protagonista de ‘Piaf’)

Correio da Manhã – Como se sentiu nesta estreia?

Wanda Stuart – Nervosa e ao mesmo tempo feliz. Consegui entregar-me totalmente e só assim se consegue dar a verdadeira dimensão desta mulher. Agora há que melhorar todos os dias.

– Conhecia o público de Angra?

– De Angra não. Mas apresentei um espectáculo no Teatro Micaelense e foi maravilhoso: foi aí que conheci o meu marido.

– O que significa ‘Piaf’ para si?

– É um degrau na minha carreira. Representou muito trabalho e espero não ter desiludido ninguém. Quanto à cantora, embora não seja propriamente fã, acho-a inspiradora: ela lutou por valores em que acreditava.

DETALHES

MUSICAL SOBRE ZECA

Filipe La Féria revelou que está a preparar um musical sobre a vida e obra do músico José Afonso.

CONVIDADOS VIP

Os actores Joaquim Monchique e Lourdes Norberto, o estilista João Rolo e Carlos Castro, cronista do CM, estiveram na estreia.

ACTOR HOMENAGEADO

A presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, Andreia Cardoso, descerrou uma placa com o nome de Ruy de Carvalho, que estava presente.~

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)