Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Lisboa acolhe hoje projecto cultural que se estende por uma semana

Sete rotas vão permitir fazer turismo cultural pelas sete colinas da capital. Cada caminho é dedicado a um tema, entre História, gastronomia, música, moda e tradição
22 de Outubro de 2012 às 08:53
O músico Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés, seleccionou espaços nocturnos para a rota da música
O músico Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés, seleccionou espaços nocturnos para a rota da música FOTO: Miguel Barreira / Record

Lisboa acolhe a partir desta segunda-feira e durante sete dias o Lisbon Week, um projecto turístico e cultural que parte das sete colinas e é composto por sete rotas, dedicadas a sete temas, da moda à gastronomia.

Com as colinas da capital como ponto de partida, de acordo com a organização, "durante sete dias vai ser possível descobrir sete rotas, cada uma dedicada a um tema: arte, História, panorâmica, gastronomia, música, moda e tradição".

O Miradouro de São Pedro de Alcântara, no Bairro Alto, é o ponto de partida de todas as rotas e, por isso, ali estará disponível informação, mapas e o jornal Lisbon Week.

Além disso, haverá diversas actividades, como dança, ioga ou leitura de poemas, da responsabilidade da Fundação Agir Hoje, parceiro do projecto social do Lisbon Week.

O Largo Camões, no Chiado, a Praça de São Paulo, no Cais do Sodré, e a Praça do Martim Moniz são os outros pontos de partida das várias rotas e vão acolher uma série de actividades.

No Largo Camões, entre hoje e domingo, haverá cinema ao ar livre, sempre às 21h00. Em cartaz estarão filmes como "Oh Lisboa, Meu Lar", de João Botelho, "A Ilha da Cova da Moura", de Rui Simões, "Lisbon Story", de Wim Wenders, ou "Os Verdes Anos", de Paulo Rocha. Durante o dia, haverá actividades lúdico-pedagógicas e cinema para crianças, entre outras iniciativas.

Para a Praça de São Paulo estão programados, na quinta-feira, na sexta e no sábado, vários concertos cuja programação está a cargo do radialista Henrique Amaro e do músico e produtor João Paulo Feliciano.

No Martim Moniz, entre quinta-feira e domingo, será recriado um mercado tradicional de venda de produtos artesanais e, no sábado, haverá uma emissão ao vivo da Rádio Amália, entre as 16h00 e as 20h00.

A rota da arte, que parte do Largo Camões, inclui a apresentação de trabalhos de artistas portugueses conceituados e exposições em vários locais. Já a rota da História inclui dois circuitos, sugeridos pelo professor José Sarmento de Matos, e palestras.

A rota panorâmica, que parte do Miradouro de São Pedro de Alcântara, criada pelo realizador João Botelho, inclui encontros com contadores de histórias nos vários miradouros da cidade.

A rota da gastronomia foi desenhada pelo 'chef' José Avillez e todos os restaurantes nela incluídos irão criar um prato Lisbon Week, que representa um sabor de Lisboa.

Ainda no âmbito desta rota, no dia 28 o Mercado de Santa Clara recebe uma feira de produtos biológicos portugueses. A rota da música ficou a cargo do guitarrista dos Xutos & Pontapés. Zé Pedro seleccionou espaços nocturnos "incontornáveis" da cidade.

Já a rota da moda, criada pelo 'blogger' José Cabral, conhecido por 'O Alfaiate Lisboeta', inclui encontros com designers de moda.

A rota da tradição, da responsabilidade do perito em criação e gestão de marcas Carlos Coelho, "é um convite a visitar espaços, locais e lojas que representam a 'alma lisboeta'".

De acordo com a organização, o Lisbon Week visa levar "uma nova dinâmica a Lisboa, provocando assim a ida à capital de mais visitantes nacionais e internacionais na descoberta de uma cidade activa e moderna, oferecendo também uma nova energia aos próprios lisboetas".

O projecto foi criado pela agência de comunicação XN Brand Dynamics e é realizado em coprodução com a Câmara Municipal de Lisboa.

lisbon week cultura lisboa turismo
Ver comentários