Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

“Lisboa está triste e eu tinha de fazer algo”, diz Katia Guerreiro

Fadista gravou marcha de homenagem a Amália Rodrigues feita para os desfiles que este ano não puderam sair à rua.
Miguel Azevedo 14 de Junho de 2020 às 09:14
Katia Guerreiro regressa aos palcos no próximo dia 20 no Capitólio
Amália era o tema das marchas deste ano, mas as homenagens ficam adiadas para 2021
Katia Guerreiro regressa aos palcos no próximo dia 20 no Capitólio
Amália era o tema das marchas deste ano, mas as homenagens ficam adiadas para 2021
Katia Guerreiro regressa aos palcos no próximo dia 20 no Capitólio
Amália era o tema das marchas deste ano, mas as homenagens ficam adiadas para 2021
"Amália, esta Lisboa está em casa mas na verdade só cá veio para te ouvir". Os versos fazem parte de uma marcha inédita de homenagem à diva do fado escrita pelo compositor e também fadista Carlos Leitão para as marchas populares que nos últimos dias deviam ter saído à rua mas que, por causa da pandemia, não puderam animar a cidade. Ora, Katia Guerreiro ouviu-a e não teve dúvidas. "Lisboa está triste e eu tinha de fazer algo. O Carlos ao oferecer-me esta marcha acertou ma mouche. A cidade estava a precisar disto", conta ao CM a fadista, também ela a precisar de novo impulso depois de três meses sem cantar.

"Esta foi a única coisa criativa que fiz no decorrer da quarentena", desabafa. "Quando ouvi os versos arrepiei-me toda da cabeça aos pés. Achei uma graça aquele olhar sobre Lisboa que toda ela é Amália. Como este ano se assinala o centenário do seu nascimento e ela era o tema das marchas fiquei ainda mais emocionada". ‘Amália, nome de Lisboa’, que estreou ontem, dia de Santo António, foi gravada em apenas quatro dias, incluindo o videoclip rodado em vários pontos da cidade, com destaque para Alfama. "Foi tudo por impulso. De repente estava a montar um estúdio em minha casa, a ensaiar num dia e a gravar no outro. Depois fomos para a rua fazer o vídeo, que também ele foi montado em menos de 24 horas".

A marcha pode ser escutada ao vivo dia 20, quando a fadista subir ao Capitólio no âmbito do Festival Regresso ao Futuro.
Lisboa Katia Guerreiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)