Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Livros de Saramago dominam os tops

Na semana seguinte à morte de José Saramago, falecido a 18 de Junho, começou a corrida aos livros recentes e antigos do único Nobel da Literatura lusófono. Tanto assim que metade das listas de mais vendidos das principais redes de livrarias (Fnac e Bertrand) ser formada pelas obras que o escritor editou pela Caminho.
5 de Julho de 2010 às 00:30
Os três livros mais vendidos da Fnac são do Nobel, que na Bertrand foi só superado por Alexandra Solnado
Os três livros mais vendidos da Fnac são do Nobel, que na Bertrand foi só superado por Alexandra Solnado FOTO: Lusa

Os três mais procurados na Fnac tinham Saramago na capa. O clássico 'Memorial do Convento' no primeiro lugar, seguido pelo mais recente 'Caim' e por 'Levantado do Chão', o romance de 1980 que foi a grande revelação de um autor que ia a caminho dos 60 anos. Mais atrás ficaram 'O Ano da Morte de Ricardo Reis' (quinto lugar), 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo' (nono) e 'A Viagem do Elefante' (décimo).

Já na Bertrand, apesar das cinco obras do Nobel entre as dez mais vendidas, todas ficaram atrás de Alexandra Solnado e do seu 'Voo Sensitivo'. 'A Viagem do Elefante' foi a obra de Saramago mais procurada nesta rede de livrarias, ficando em segundo. 'Caim' (quarto lugar), 'Memorial do Convento' (quinto), 'Levantado do Chão' (sétimo) e 'O Ano da Morte de Ricardo Reis' (nono) foram os restantes.

Também metade do top da Livraria Bulhosa foi ocupado por livros do escritor, ficando 'Caim' na segunda posição, 'O Ano da Morte de Ricardo Reis' na quarta, 'Levantado do Chão' na quinta, 'A Viagem do Elefante' na nona e 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo' na décima. E nos livros infantis mais vendidos dessa rede livreira ainda entrou para a décima posição 'A Maior Flor do Mundo'.

'Caim', o último romance lançado pelo escritor, por entre muita polémica, foi o mais procurado no El Corte Inglés, ultrapassando 'Levantado do Chão' e deixando 'O Ano da Morte de Ricardo Reis' num distante nono lugar.

ANGLÓFONOS IGNORAM, LATINOS COMPRAM

Nem a morte elevou Saramago aos tops dos mercados anglófonos. Na lista de best sellers do 'New York Times' e no top 100 da livraria online Amazon não consta uma única das suas criações.

Também em Espanha nenhum livro do romancista que residia em Lanzarote se encontra entre os dez mais vendidos no El Corte Inglés, embora 'Ensaio sobre a Cegueira' tenha sido o quinto livro de bolso mais comprado nas lojas Fnac espanholas, ficando 'A Viagem do Elefante' na nona posição.

No Brasil, 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo' ficou em segundo lugar na Livraria Cultura e 'Caim' em quinto, ocupando esse livro o décimo nas Livrarias Cúspide, da Argentina. Mais impressionante foi a presença das ficções urdidas por Saramago nas Livrarias Gandhi, do México: 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo' em quinto lugar, 'Ensaio sobre a Cegueira' em oitavo e 'Caim' em nono. Uma posição abaixo ficou esse romance em Itália, outro dos países que mais apreciavam a escrita do autor desaparecido há duas semanas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)