Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

MADONNA QUEBRA REGRAS EM ISRAEL

Depois de ter encerrado a ‘Re-Invention Tour’ com dois memoráveis concertos em Lisboa, Madonna voou para Israel, para participar nas celebrações do Ano Novo Judaico. Mas a chegada da cantora, num avião particular, provocou a ira de israelitas e palestianianos, pois a cantora terá desrespeitado a proibição da utilização de transportes motorizados em dias sagrados.
18 de Setembro de 2004 às 00:00
Recém-convertida à Cabala, a artista juntou-se quarta-feira a outros dois mil seguidores do misticismo judaico para participar numa peregrinação espiritual que marca o início do ano judaico de 5765. No entanto, mal pisou solo israelita, foi condenada pelos líderes religiosos locais, pelo facto de ter utilizado o avião num dia santo.
O itinerário de Madonna na Terra Santa está também longe de ser consensual. A cantora pretende visitar o túmulo da matriarca bíblica Raquel, em Belém (território palestiniano ocupado por Israel), o que indignou os activistas palestianianos que já prometeram protestos caso a artista visite o local, pois consideram injusto o facto de eles estarem impedidos de o fazer. Mas Madonna também tem apoiantes em Israel. Além dos muitos fãs em extâse com a visita, amanhã o ministro israelita do turismo, Gideon Ezra, vai receber a cantora e entregar-lhe uma lamparina antiga e uma moeda do período bizantino.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)