Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

MAIS DE 70 MILHÕES DE PESSOAS VIRAM 'O FANTASMA DA ÓPERA'

Sete mil representações - assinaladas na terça-feira - para mais de 70 milhões de pessoas e um lucro de cerca de dois mil milhões de euros. Os números, impressionantes, pertencem ao musical "O Fantasma da Ópera", de Andrew Lloyd Webber, em cena desde Outubro de 1996, em Londres, mas já apresentado em vários países.
14 de Agosto de 2003 às 00:00
 O Fantasma da Ópera
A história do génio musical com o rosto desfigurado rendeu ainda mais dinheiro do que qualquer filme - incluindo "Titanic" e "E.T. - O Extraterrestre" - ou peça de teatro, produzidos até hoje. "É um feito tremendo e espero que continue em cena ainda por muito tempo", declarou um porta-voz do produtor Cameron MacKintosh, que já fizera, com sucesso, "Os Miseráveis".
A personagem criada em 1910 pelo escritor Gaston Leroux tornou- -se uma ajuda preciosa no lançamento internacional do actor britânico Michael Crawford que, antes de subir ao palco, está duas horas a ser maquilhado. A transformação inclui duas perucas, dois microfones incorporados e duas lentes de contacto: uma branca e outra enovoada.
No entanto, o verdadeiro recordista deste "Fantasma" é o violoncelista Robert Norris que integrou a orquestra que acompanha o espectáculo em 6954 das 7 mil representações.
Apesar de tudo, o musical está muito longe de igualar o recorde da peça de teatro há mais tempo em cena no Mundo: "A Ratoeira", de Agatha Christie, em palco há mais de 50 anos. -
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)