Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

MAIS UM PATRIMÓNIO MUNDIAL

A Unesco acaba de declarar a Cidade Branca de Telavive, capital de Israel, Património Mundial da Humanidade pelos seus edifícios de estilo arquitectónico Bauhaus.
1 de Junho de 2004 às 00:00
A nível mundial, a Cidade Branca reúne o maior número de edifícios Bauhaus, mais conhecido como Movimento Moderno. São um total de quatro mil imóveis representativos do Movimento Moderno, síntese dos estilos arquitectónicos populares na Europa na década de 20, fortemente influenciada pela Escola de Bauhaus de Arte e Desenho, criada em 1919 em Weimar (Alemanha) por W. Gropius.
Os edifícios, construídos entre 1931 e 1956, foram desenhados por arquitectos formados na Europa, que adaptaram o estilo moderno à cultura e ao clima da cidade israelita.
Para o presidente da Câmara de Telavive, “neste momento, receber a honra da Unesco não apenas contribui para a preservação da nossa rica herança arquitectónica como também reafirma a cidade de Telavive como destino cultural”.
A Cidade Branca foi construída segundo o plano urbanístico elaborado por ‘Sir’ Patrick Geddes. Em Telavive-Jafa, habitam cerca de 400 mil pessoas para uma área de 50 quilómetros quadrados. É um centro famoso pela sua vasta oferta nas áreas da arte, música, dança, teatro, moda e gastronomia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)