Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Marés Vivas muda e duplica capacidade

Novo espaço fica a 500 metros do antigo recinto do festival junto à praia do Cabedelo.
Ágata Rodrigues 7 de Dezembro de 2017 às 01:30
Kodaline atuam na praia do Cabedelo a 21 de julho de 2018, no segundo dia do festival Marés Vivas
Kodaline
Kodaline
Kodaline atuam na praia do Cabedelo a 21 de julho de 2018, no segundo dia do festival Marés Vivas
Kodaline
Kodaline
Kodaline atuam na praia do Cabedelo a 21 de julho de 2018, no segundo dia do festival Marés Vivas
Kodaline
Kodaline
O festival Marés Vivas vai mudar-se para o espaço da antiga seca do bacalhau, na praia do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia. Contudo, a nova localização fica apenas a 500 metros da anterior, até porque a mudança se deve a planos de construção para o lugar do antigo recinto.

Os responsáveis acreditam que "o novo espaço vai permitir fazer crescer o festival". "Conseguimos acolher mais pessoas, cerca de 40 mil, e está na mesma perto da praia do Cabedelo", diz Jorge Lopes da PEV Entertainment.

"A identidade do evento mantém-se e agora há mais espaço e comodidade para que mais pessoas nos visitem. Acreditamos que vão gostar do novo espaço" acrescentou.

O festival realiza-se a 20, 21 e 22 de julho de 2018, com a presença já confirmada da banda de sucesso nos anos 90 Goo Goo Dolls (no primeiro dia) e dos Kodaline, que atuaram no palco do Marés Vivas em 2016 (e tocam no segundo dia da festa).

Nenhum deles é cabeça de cartaz mas até ao final do ano a organização promete desvendar pelo menos um ‘nome grande’.

No ano passado, 75 mil pessoas marcaram presença no festival, que esgotou nos três dias. Os preços dos bilhetes mantêm-se: 35 euros para um dia e 65 euros o passe que dá acesso aos três dias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)