Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Margarida Rebelo Pinto escreve últimos dias de Inês de Castro

A escritora Margarida Rebelo Pinto vai estrear-se no romance histórico com 'Minha Querida Inês', cujos sete capítulos descrevem os últimos sete dias de vida da amante que D. Pedro I fez coroar depois de morta por vontade de seu pai, D. Afonso IV.
2 de Novembro de 2011 às 18:00
Escritora lança-se no romance histórico ao 18.º livro
Escritora lança-se no romance histórico ao 18.º livro FOTO: João Miguel Rodrigues

Segundo o Clube do Autor, que edita o 18.º livro de Margarida Rebelo Pinto, o romance nasceu do "apelo para se dedicar a uma das suas heroínas favoritas" e é "fruto de vários anos de investigação histórica misturada com a paixão por mulheres fortes".

"É o maior desafio literário a que já me propus, por ser diferente de tudo o que escrevi até agora, mas acredito que os meus leitores, que também cresceram comigo, vão gostar muito de descobrir que Inês de Castro não era nem uma vítima passiva nas mãos do rei e dos seus conselheiros que decretaram a sua morte, nem uma bruxa malvada que queria roubar o reino de Portugal", garante a escritora no comunicado de imprensa do Clube do Autor.

Margarida Rebelo Pinto Inês de Castro Clube do Autor Minha Querida Inês
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)