Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Maria Alberta Menéres morre aos 88 anos

Escritora deixou mais de 70 livros para crianças e jovens publicados, incluindo ‘Ulisses’.
Cláudia Machado 16 de Abril de 2019 às 01:30
Maria Alberta Menéres
 Maria Alberta Menéres
Maria Alberta Menéres
 Maria Alberta Menéres
Maria Alberta Menéres
 Maria Alberta Menéres
A sua vasta obra literária e poética atravessou gerações, sendo estudada em salas de aula onde um dia Maria Alberta Menéres foi também professora - lecionou Língua Portuguesa e História a alunos do Ensino Básico e Secundário, entre 1965 e 1973.

A escritora e jornalista morreu ontem à tarde, aos 88 anos, na sua casa, em Lisboa. Deixou mais de 70 livros publicados para crianças e jovens.

A morte da escritora foi confirmada pela filha, Eugénia Melo e Castro, através das redes sociais. "Minha mãe adorada Maria Alberta Menéres foi escrever histórias, contos e poemas maravilhosos para o céu", escreveu a cantora e compositora, fruto da relação com o escritor E. M. de Melo e Castro.

Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres nasceu a 25 de agosto de 1930, em Vila Nova de Gaia. Licenciada em Ciências Histórico-Filosóficas, publicou o primeiro livro de poemas em 1952, com o título ‘Intervalo’, destacando-se ainda ‘Ulisses’ (1970), uma adaptação da obra de Homero para alunos do 6º ano, que conta com 45 edições e mais de um milhão de exemplares vendidos.

Escreveu também ‘O Poeta Faz-se aos Dez Anos’ e ‘À Beira do Lago dos Encantos’.

Foi autora de vários programas televisivos para crianças, tendo dirigido o Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP entre 1974 e 1986. Nesse último ano, recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças.

A 8 de Junho de 2010, a escritora foi agraciada com o grau de Comendadora da Ordem do Mérito pelo então Presidente da República, Cavaco Silva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)