Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Maria João Pires operada ao coração

Maria João Pires, de 61 anos, vai ser operada ao coração, dentro de dias, para receber um ‘bypass’, anunciou ontem a família da pianista.
3 de Março de 2006 às 00:00
De acordo com um comunicado enviado pela filha da artista à agência Lusa, Maria João Pires teve uma indisposição durante um concerto em Madrid, na terça-feira à noite, pelo que foi a uma consulta de cardiologia.
Na sequência desta consulta, a pianista teve de realizar vários exames, nomeadamente um electrocardiograma, tendo a equipa médica decidido “fazer um cateterismo, onde foi detectada uma cardiopatia isquémica”.
Segundo fonte do Centro de Belgais para o Estudo das Artes, que quis manter o anonimato, na origem da indisposição deverá estar o “grande stress” dos últimos meses, devido a uma agenda de trabalho muito preenchida.
O ‘bypass’ deverá ajudar a regularizar os batimentos cardíacos da pianista. As declarações da família contrariam as informações divulgadas pela Câmara da cidade espanhola de Vitória, segundo a qual a pianista teria sofrido um enfarte, o que a obrigou a cancelar o concerto que tinha agendado naquela cidade para a próxima segunda-feira.
Após a intervenção cirúrgica, cuja data a família se excusou a revelar, Maria João Pires “poderá retomar a sua vida normal”. Para já, todos os concertos foram cancelados.
A indisposição aconteceu no último espectáculo que a pianista deu em Madrid, acompanhada pela Orquestra Nacional de Espanha. Maria João Pires deveria depois apresentar--se em Vitória, de onde seguiria para Berlim, a fim de actuar com a Orquestra Filarmónica da cidade.
Esta indisposição adiou os planos, mas, ainda de acordo com a fonte de Belgais, centro cultural fundado pela pianista, Maria João Pires tenciona voltar a actuar assim que o seu estado de saúde melhore. Para já, “encontra-se a descansar” em Salamanca e só recebe a visita de familiares mais próximos.
PERFIL
Nascida em 23 de Julho de 1944, em Lisboa, Maria João Pires deu o seu primeiro recital aos cinco anos e aos sete já tocava concertos de Mozart. Com nove anos recebeu o Prémio da Juventude Musical Portuguesa. Estudou no Conservatório Nacional, depois em Munique e Hanôver, na Alemanha, e em 1970 conseguiu o reconhecimento internacional, ao vencer o Concurso Internacional do Bicentenário de Beethoven, realizado em Bruxelas. Desde então, a pianista portuguesa – especialista na música do período clássico e romântico – tem sido presença constantemente requisitada nas salas de espectáculos de todo o Mundo. Recebeu o Prémio Pessoa em 1989.
BELGAIS: UM CENTRO EXEMPLAR
Foi dura a luta travada por Maria João Pires para conseguir realizar o seu sonho de criar um centro de formação onde a arte se harmonizasse totalmente com a vida. Quando ameaçou levar o seu projecto para fora do País, os apoios apareceram, finalmente, e a criadora pôde inaugurar, em Belgais, entre Castelo Branco e a fronteira espanhola, o seu Centro de Estudos das Artes. O coro infantil, os recitais, as aulas de instrumentos, os cursos extracurriculares e de férias são alguns dos equipamentos oferecidos em Belgais, actualmente um centro cultural interdisciplinar absolutamente exemplar. O seu objectivo é proporcionar um ambiente que estimule a criatividade artística, encoraje artistas, cientistas e técnicos a trabalhar em conjunto, explorando as fronteiras entre as diversas disciplinas artísticas e que torne a arte acessível aos jovens.
Ver comentários