Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Mário Cláudio sugere criação de casa-museu

O escritor Mário Cláudio, que irá ser distinguido com a Medalha de Ouro da Cidade do Porto, numa cerimónia a realizar a 25 de Abril, sugeriu ontem ao presidente da Câmara a criação na cidade da Casa-Museu António Nobre.
13 de Janeiro de 2005 às 00:00
A ideia foi lançada no decurso de um encontro realizado com Rui Rio, com quem o escritor recentemente galardoado com o Prémio Pessoa debateu diversos projectos culturais de interesse para a cidade.
“Curiosamente, o espólio da casa, que precisava de ser recuperado, pertence à Câmara. Na casa poderia então instalar-se um Centro de Estudos Nobreanos, semelhante ao que se verifica com a Casa Fernando Pessoa”, disse Mário Cláudio ao CM.
No encontro com o escritor, com quem manteve uma “conversa de amigos” Rui Rio felicitou-o pelo Prémio Pessoa, o maior galardão nas áreas da cultura e ciência em Portugal. No final do encontro, Mário Cláudio assumiu-se como “um escritor no Porto e não um escritor do Porto”, salientando que “quem vive ou passa por esta cidade é fatalmente tocado por ela”.
O escritor mostrou-se ainda honrado pelo facto de a autarquia se sensibilizar com a sua obra, salientando que por colocar o Porto no centro do seu trabalho “é natural que também a cidade seja tocada de alguma forma pelo Prémio Pessoa”.
Mário Cláudio explicou ainda que na conversa com Rui Rio abordou os problemas da cidade e do País. “O que me preocupa na cidade é a qualidade de vida, que espero que melhore, e há sinais de que isso vai acontecer, e a forma como a vida cultural tem decorrido e vai continuar a decorrer”, disse o “escritor de escritores e escritor de leitores”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)