Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Mika: "Nunca tentei esconder-me"

Mika apresenta o seu mais recente disco, ‘The Origin of Love’, um álbum "maduro" e "fashion". O cantor actua no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 22 de Novembro
15 de Outubro de 2012 às 01:00
MIKA, ENTREVISTA, MÚSICA, CD, THE ORIGIN OF LOVE
MIKA, ENTREVISTA, MÚSICA, CD, THE ORIGIN OF LOVE FOTO: Epa

Correio da Manhã – Qual foi a inspiração deste álbum?

Mika – Quis voltar aos tempos em que escrevia músicas só por escrever e não pensar na forma como as pessoas iriam reagir. De certo modo, estava desesperado por voltar a esse estado puro. Queria fazer algo fashion, algo que me desafiasse.

– É um disco que revela um Mika mais maduro?

– Sim, mas confesso que tenho medo da palavra maduro… Maduro sim, mas velho não (risos).

– O que é a origem do amor?

– A origem do amor é inalcançável. Existe, sim, uma viagem para tentar descobri-la. Só podemos procurá-la e avistá-la se vivermos a vida sem desculpas e estivermos dispostos a dar de caras com ela. O nome deste álbum é quase uma piada: "Esta é a origem do amor… mas eu não consigo encontrá-la."

– É muitas vezes comparado a grande nomes da música, como Elton John e David Bowie. São esses os músicos que o inspiram?

– Pessoas como Bowie inspiram-me, mas não tanto quanto os Fleetwood Mac, Paul Simon ou os Beatles. Agora sinto-me inspirado por uma cantora francesa chamada Barbara, um jovem britânico chamado Ren Harvieu e pela Mariza! Estou obcecado por ela. É uma das melhores cantoras do Mundo.

– Esteve várias vezes em Portugal. O que distingue o nosso país?

– As pessoas são generosas e não nos vêm com tretas – são sinceras. É um dos meus países preferidos. As pessoas perguntam--me se eu viveria no Líbano e respondo que não. Mas não me importava de viver em Portugal.

– O que podemos esperar do seu concerto a 22 de Novembro no Coliseu dos Recreios, em Lisboa?

– É um espectáculo baseado nos teatros de rua, como aqueles que aparecem no filme ‘A Estrada’, do realizador Federico Fellini.

– Assumiu há pouco tempo que é gay. Esta revelação fez com que se abrissem novas portas?

– Nunca tentei esconder-me, nunca fingi ser o que não sou. Mas agora posso ver as pessoas tal como são, através das suas reacções, e seguir o caminho sem medo. [Assumir a homossexualidade] não definiu a minha música, mas foi importante para mim enquanto pessoa.

PERFIL

Michael Holbrook Penniman Jr., conhecido como MIKA, nasceu há 29 anos em Beirute, filho de mãe libanesa e pai norte-americano. É conhecido pelo seu espectro vocal surpreendente e espectáculos originais. Entre os seus temas mais marcantes, estão ‘Grace Kelly’ e ‘Relax’. Em Agosto deste ano, assumiu publicamente a sua homossexualidade.

MIKA ENTREVISTA MÚSICA CD THE ORIGIN OF LOVE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)