Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Ministério não revela estudo

O Ministério da Cultura (MC) não divulga o estudo segundo o qual o custo médio por espectador de algumas companhias subsidiadas chega a atingir os 300 euros. O número foi revelado pela ministra Isabel Pires de Lima, segunda-feira, na apresentação do novo regime de apoio às artes.
28 de Junho de 2006 às 00:00
Na conferência de Imprensa, Pires de Lima disse ser um valor “inaceitável”, escusando-se porém a revelar que estruturas se encontram nessa situação.
Manuela Jorge, produtora da Klássikus e um dos agentes culturais recebidos pela ministra a seguir à apresentação do novo regime, disse ao CM que nenhuma companhia independente será visada por esta afirmação. “Acho que a ministra se refere a certas produções dos teatros nacionais, porque não conheço nenhum espectáculo que atinja esse valor ou sequer se aproxime...”
De resto, outro agentes culturais consideram o documento, em geral, positivo, embora ressalvem que poderá haver críticas após uma análise mais aturada. Sobretudo quando se chega à “questão dos números”. É o que ressalva Carlos Avilez, director do Teatro Experimental de Cascais, que no entanto louva o facto de, com o novo regime, deixar de ser necessário às companhias mais antigas “estarem sistematicamente a concorrer” aos subsídios”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)