Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Morreu arqueólogo José Silva Gomes

José Silva Gomes, um dos grandes impulsionadores da arqueologia na região do Médio Tejo, faleceu nesta terça-feira, aos 70 anos e de forma súbita, disse à agência Lusa fonte da Câmara de Vila Nova da Barquinha.
30 de Outubro de 2012 às 20:59

José Gomes nasceu na freguesia do Paço, concelho de Torres Novas, a 25 de Janeiro de 1942, e desde muito jovem que começou a estreitar a sua ligação à arqueologia, tendo sido membro fundador dos núcleos de Arqueologia do Grupo Recreativo Soudoense e do Núcleo de Arqueologia da Barquinha e participado ao longo da sua vida em inúmeros trabalhos arqueológicos de prospecções e escavações.

Realizou diversas exposições e colaborou em várias publicações alusivas ao tema da arqueologia, foi professor de Arqueologia e Geologia no Instituto Politécnico de Tomar, com alguns trabalhos publicados em revistas científicas ligadas à sua área de investigação.

"Uma perda irreparável, em termos culturais e em termos humanos", disse à agência Lusa Fernando Freire, vereador com o pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha.

"José Gomes era uma figura proeminente da região, uma pessoas respeitada e querida por todos, com um trabalho notável ao nível da arqueologia, e o seu súbito desaparecimento deixa-nos a todos mais pobres", notou.

 A residir em Vila Nova da Barquinha, José Gomes foi eleito em 2002 presidente da ACIAAR - Associação Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo -, cargo que desempenhou até ao último dia de vida.

Em 2003 foi eleito director-delegado do Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo.

José da Silva Gomes foi ainda distinguido com a atribuição da categoria de sócio emérito e sócio n.º 1 do Instituto Terra e Memória (ITM), no 1.º Congresso de Arqueologia do Alto Ribatejo, que se realizou no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, nos dias 11 e 12 de Novembro de 2011.

 


O ITM reconhecia, assim, o papel pioneiro de José Gomes, bem como a sua dedicação à investigação sobre o passado e sobre o território, no Alto Ribatejo, e fora dele, consolidando também a rede regional de infra-estruturas criadas em Vila Nova da Barquinha, Mação e Tomar, numa estreita relação com as populações e em prol da construção do conhecimento.

Em 2012, a Assembleia Municipal de Vila Nova da Barquinha, em reunião de 6 de Junho, deliberou atribuir a José da Silva Gomes a Medalha Municipal de Mérito - Grau Prata, por se ter distinguido no campo social, associativo e cultural, condecoração que recebeu no dia 13 de Junho, feriado municipal, no edifício dos Paços do Concelho.

O funeral deverá realizar-se dia 1 de Novembro em Soudos, freguesia do Paço, terra natal de José Gomes, segundo avançou à Lusa o vereador Fernando Freire.

josé silva gomes arqueologia arqueólogo óbito
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)