Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Morreu o ator Fernando Guerreiro

O ator, encenador e poeta setubalense Fernando Guerreiro faleceu esta quarta-feira, aos 74 anos, vítima de doença prolongada.
28 de Agosto de 2013 às 17:58
Fernando Guerreiro foi agraciado pela Câmara Municipal com a Medalha de Honra da Cidade de Setúbal, em 1996
Fernando Guerreiro foi agraciado pela Câmara Municipal com a Medalha de Honra da Cidade de Setúbal, em 1996 FOTO: D.R.

O corpo do artista está em câmara ardente na Igreja de Jesus, em Setúbal, até quinta-feira, altura em que, depois de uma cerimónia religiosa (às 15h00), o funeral sairá para o Cemitério de Nossa Senhora da Piedade.

Fernando José Ribeiro Guerreiro nasceu a 24 de novembro de 1938, em Setúbal, cidade onde sempre viveu. Fez os primeiros estudos na Escola Conde Ferreira e na Escola Industrial e Comercial de Setúbal, concluindo o Curso Geral de Comércio.

O gosto pela escrita em verso, revelado aos 12 anos, herdou-o da tia e madrinha Palmira Viegas, a quem dedicou o livro de poesia 'Memórias entre um Sorriso', de 2009.

"O teatro e a poesia abriram de par em par portas da minha verdade", escreveu na autobiografia publicada nesse livro.

Fernando Guerreiro destacou-se como ator e encenador, tendo colaborado com a TEIA - Grupo de Teatro Amador de Setúbal, o Grupo de Teatro Amador da Sociedade Musical Capricho Setubalense, o Teatro Infantil de Lisboa e o Grupo de Animação e Teatro Espelho Mágico, estrutura com que colaborava ultimamente.

Ator, encenador e autor no Teatro Animação de Setúbal, onde trabalhou durante 17 anos, escreveu ainda algumas das letras das revistas 'À Coca', 'Era uma vez em Setúbal' e 'Quentes e Boas'.

Em 1996, Fernando Guerreiro foi agraciado pela Câmara Municipal com a Medalha de Honra da Cidade de Setúbal, na classe Cultura.

Cultura óbito Teatro Fernando Guerreiro TAS - Teatro de Animação de Setúbal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)