Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

Música vai levar 100 mil à Caparica

Autarquia apoia evento com contribuição de 800 mil euros.
Duarte Faria 6 de Maio de 2016 às 08:24
Organização e alguns dos artistas confirmados apresentaram ontem a terceira edição do festival O Sol da Caparica, na Casa da Cerca, em Almada
Organização e alguns dos artistas confirmados apresentaram ontem a terceira edição do festival O Sol da Caparica, na Casa da Cerca, em Almada FOTO: Pedro Simões
A música vai voltar a invadir a Costa da Caparica, de 11 a 14 de agosto, para a 3ª edição do festival O Sol da Caparica.

Deolinda, C4 Pedro, The Gift, Aurea, Diogo Piçarra, Ana Moura, Rui Veloso e Nelson Freitas são, para já (falta anunciar metade do alinhamento), os principais nomes de um cartaz que vai levar ao Parque Urbano da Costa da Caparica um total de 33 artistas (de Portugal e de outros países de língua portuguesa) e, espera a organização, mais de 100 mil pessoas.


"Ao terceiro ano, o nosso objetivo continua a ser a defesa dos músicos portugueses e da língua portuguesa e, por isso, trazemos a O Sol da Caparica uma seleção do mais alto nível", afirma António Miguel Guimarães, diretor artístico do festival.

António Matos, vereador da Câmara de Almada, que apoia o evento com 800 mil euros, promete que O Sol da Caparica continuará a ser "o maior festival público do País".


As entradas custam 15 euros (bilhete diário) ou 35 euros (passe para os quatro dias). O último dia é dedicado às crianças. O Sol da Caparica terá ainda lançamentos de livros, espetáculos multimédia, projeções de filmes e demonstrações de skate.

Ver comentários