Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Novo instrumento foi dedicado ao Marvão

Foi uma surpresa para toda a gente quando, durante o espectáculo que revelou em Portugal, anteontem, um novo instrumento musical – o guitolão – o seu criador, o mestre Gilberto Grácio, decidiu dedicá-lo à vila que ouviu o concerto: Marvão.
20 de Junho de 2005 às 00:00
António Eustáquio é, para já, o único músico capaz de tocar o guitolão
António Eustáquio é, para já, o único músico capaz de tocar o guitolão FOTO: Vítor Mota
António Eustáquio, até ao momento o único músico capaz de tocar guitolão, diz que o momento foi solene e que o público, extraordinariamente silencioso, ficou tão agradado com a música como comovido com a distinção.
Mas o espectáculo de anteontem é, também, o final feliz de uma história que já tem 35 anos. Em 1970, Carlos Paredes sonhou com uma guitarra portuguesa ‘diferente’, com um braço mais longo, que permitiria uma sonoridade mais ampla, mais grave... Pediu-a a Gilberto Grácio (que lhe construía as guitarras) e o mestre apareceu rapidamente com um protótipo.
Infelizmente, Paredes acabou por não conseguir dedicar-lhe o tempo que queria, mas Grácio nunca mais deixou de matutar na ideia. E tanto matutou que acabou por construir... o guitolão.
António Eustáquio soube da sua existência através de Luísa Amaro, mulher de Carlos Paredes. “A Luísa falou-me do instrumento e disse-me que gostava que eu o experimentasse... Foi uma surpresa para mim. O guitolão tem uma sonoridade muito especial, um grande equilíbrio entre agudos e graves e permite a abordagem de repertório popular e erudito”, explica.
O espectáculo de anteontem foi registado em DVD (para apresentar na candidatura de Marvão a Património Mundial), mas o músico agora quer é tocar, divulgar o guitolão. Aqui e lá fora.
CURIOSIDADES
MANUEL ALEGRE
Carlos Paredes apelidou de “guitarra portuguesa barítono” o protótipo que mestre Gárcio lhe entregou e chegou a gravar com esse instrumento, acompanhando a cantora Cecília de Melo e o poeta Manuel Alegre.
BACH E VIVALDI
Para além da música tradicional portuguesa, António Eustáquio diz que o guitolão pode tocar música erudita. Bach ou Vivaldi são apenas duas possibilidades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)