Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

O MELHOR DOS CLÁSSICOS

Um espectáculo com a assinatura do já lendário Peter Stein e outro da responsabilidade de Lluis Pasqual, um dos maiores encenadores espanhóis da actualidade, são os grandes chamarizes da XLVIIIª edição do Festival de Teatro Clássico de Mérida.
10 de Julho de 2002 às 22:22
O evento arranca hoje naquela cidade espanhola com um espectáculo de dança protagonizado pela conhecida actriz e bailarina Angela Molina.

Trata-se de “Tróia, Século XXI”, uma coreografia de Jorge Márquez que dá início àquele que é actualmente considerado o festival de tema clássico mais prestigiado do Mundo e que tem ainda como atracção um concerto da pianista portuguesa Maria João Pires, que se realizará no dia 14 de Agosto, no Teatro Romano.

Quanto ao espectáculo de Lluis Pasqual, ele pretende ser uma reflexão sobre os trágicos acontecimentos de 11 de Setembro em Nova Iorque e Washington. “Édipo XXI” - assim se chama o trabalho - é protagonizado por um dos actores mais importantes de língua espanhola, Alfredo Alcón.

Já Peter Stein, o encenador alemão leva a Mérida a sua versão muito própria de “Pentesilea”.

O festival decorre até 16 de Agosto próximo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)