Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

O menino que conduz dragões

‘Eragon’ não é só o filme que hoje se estreia nas salas nacionais. É o título do ‘best-seller’ do autor de 23 anos, Christopher Paolini que este Natal mantém acesa no cinema a chama de aventuras mágicas como ‘O Senhor dos Anéis’. Literalmente, ou não fosse esta uma aventura de dragões que cospem fogo e são conduzidos por jovens destemidos...
14 de Dezembro de 2006 às 00:00
‘Eragon’ é uma mega-produção de aventuras e custou 68 milhões
‘Eragon’ é uma mega-produção de aventuras e custou 68 milhões FOTO: d.r.
Adaptado ao ecrã, ‘Eragon’ reinventa o espírito megalómano das produções de Peter Jackson – aqui realizado por Stefen Fangmeier – numa película rica em efeitos especiais e com um guarda-roupa digno de Óscares. À frente de um elenco de luxo está o estreante britânico Edward Speleers, de 19 anos. A seu lado, Jeremy Irons e John Malkovich ajudam a credibilizar a megaprodução de 68 milhões de euros.
Um mundo de poder e magia no qual Eragon (Speleers) sobressai como ‘soldado’ da tropa de elite dos Cavaleiros do Dragão. E esta é só a primeira parte da trilogia de Paolini que se encontra a escrever ‘Empire’, para juntar a ‘Eragon’ e a ‘Eldest’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)