Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Obras de 3,5 milhões na Capela dos Ossos

Intervenção contempla Capela dos Ossos e construção de museu.
Sandra Rodrigues dos Santos 12 de Março de 2015 às 20:52
26 conservadores restauram o interior da igreja e capela
26 conservadores restauram o interior da igreja e capela FOTO: Hugo Rainho

As obras de conservação e restauro da Igreja de São Francisco/Capela dos Ossos, em Évora, deverão estar concluídas no final do verão, permitindo que o espaço volte a abrir ao público no dia do santo patrono do monumento, a 4 de outubro. O investimento ascende a 3,5 milhões de euros e, além da reabilitação do espaço, inclui a construção de um museu de arte sacra e de um museu para exposições temporárias.

"Esta é a primeira operação integrada de reabilitação, conservação e restauro em todo um complexo desta importância que é feita em Portugal", explicou ao Correio da Manhã José Paulo Costa, presidente da Stap, a empresa responsável pelas obras.

O responsável adiantou que todo o edifício estava bastante deteriorado, em grande parte ainda devido a danos sofridos no sismo de 1755, que não foi sendo possível reparar aos longos dos anos. "Havia uma fenda de uma ponta à outra da cúpula que estamos a reparar com tirantes e estamos a fazer um reforço de todo o complexo para evitar o desmoronamento em caso de terramoto", revelou José Paulo Costa.

Todo o interior e objetos da igreja, bem como os sistemas elétrico e de iluminação estão, também, a ser restaurados por uma equipa composta por 26 conservadores e 60 operários. A intervenção contempla, ainda, a instalação de um sistema de videovigilância que contará com um total de 50 câmaras.

obras Igreja de São Francisco Capela dos Ossos Évora Portugal José Paulo Costa restauro museu
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)