Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Olavo Bilac debaixo de fogo por atuar para o Chega

Cantor atuou em jantar-comício do partido de André Ventura, tornando-se alvo de críticas.
Sónia Dias 14 de Agosto de 2020 às 08:19
Olavo Bilac numa selfie com André Ventura
Olavo Bilac
Olavo Bilac numa selfie com André Ventura
Olavo Bilac
Olavo Bilac numa selfie com André Ventura
Olavo Bilac
Olavo Bilac está a enfrentar uma chuva de críticas desde que aceitou o convite para atuar no jantar-comício do Chega, em Leiria, uma ocasião que André Ventura fez questão de partilhar nas redes sociais, ao publicar uma selfie com o vocalista dos Santos & Pecadores no final do concerto.

Face aos ataques de que é alvo desde esse momento, o músico sentiu-se na obrigação de esclarecer os fãs e pedir desculpas. “Confesso que na altura encarei isto só mesmo como mais uma atuação e mais uma selfie, especialmente numa altura em que eu, os músicos que me acompanham e os técnicos têm quase a totalidade do seu ganha-pão cancelado desde março... Mas percebo que errei”, disse Bilac, sublinhando que nunca quis apoiar o Chega ou qualquer outra força política.

Diogo Piçarra foi um dos músicos que reagiu à situação. “Há coisas que o dinheiro simplesmente não compra e uma delas é a integridade”, escreveu, criticando, também, o partido por se aproveitar “da bondade e carência de um artista” e por “instrumentalizar a sua cor da pele para benefício próprio”. Já o apresentador de televisão Manuel Luís Goucha, também ele muito criticado, defendeu que “trabalho é trabalho”, e deixou a questão: “Já não vivemos em democracia?”

Entretanto, os Santos & Pecadores vieram demarcar-se do seu vocalista, a quem moveram um processo judicial “por usurpação, abuso e delapidação do património da banda, assim como incumprimento do contrato” que o impede de cantar, a solo, os temas do grupo. Bilac diz desconhecer qualquer processo judicial contra si e mostra-se disponível para reativar o grupo, que não atua em conjunto desde 2014.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)