Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Olhem só quem resolveu aparecer

Os três tristes Tigres revisitam em palco um dos mais emblemáticos projetos e discos da música portuguesa.
Miguel Azevedo 14 de Março de 2017 às 19:53
Treze anos depois, os Três Tristes Tigres, um dos mais originais projetos da música portuguesa dos anos 90, estão de volta aos palcos.
O grupo de Ana Deus e Alexandre Soares sobe ao palco do Teatro Rivoli, no Porto, no dia 16, para aquela que será a primeira noite da segunda edição do Porto Best Of, um evento onde um artista ou banda emblemática da invicta toca, na íntegra, o seu primeiro ou mais influente álbum, revisto à luz do tempo. No caso, os Três Tristes Tigres vão revisitar o disco ‘Guia Espiritual’, lançado em 1996 e tocado pela última vez em 2004, então no evento Serralves em Festa. "Mesmo esse concerto já tinha sido uma espécie de revisita e um exercício de memória, até porque o grupo já estava em paragem lenta", recorda Ana Deus.

O espetáculo do Rivoli será mais uma viagem no tempo ao universo dos Três Tristes Tigres, que contemplará também uma paragem no disco ‘Comum’, lançado em 1998. "É engraçado vermos como fazíamos as coisas naquela altura. Hoje trabalhamos de forma completamente diferente", diz Ana Deus. "Os ensaios têm sido muito trabalhosos com muitos papéis à mistura, até porque já não nos lembrávamos de muita coisas", confessa a cantora, entre risos.

‘Guia Espiritual’ ainda hoje é considerado um dos mais influentes álbuns da música portuguesa, tendo apanhado de surpresa toda a gente. Até a banda ficou surpreendida com a receção. "Recordo-me de ter ficado muito admirada com a aceitação do disco junto da crítica e do público. O primeiro disco tinha sido muito diferente e com o ‘Guia Espiritual’ e, com o trabalho do Alexandre, as coisas mudaram muito. As próprias músicas foram feitas em vários sítios, algumas até em casa dos pais do Alexandre", lembra a cantora, que à data estava grávida de gémeos.

Mas o regresso dos Três Tristes Tigres aos palcos não ficará só pela cidade do Porto. Apalavradas estão já mais algumas datas, que a tempo serão reveladas. "Mas este não é um regresso. Aliás, esta coisa de voltar a juntar os Tigres fez-me lembrar a razão pela qual acabei por optar por uma banda mais simples. Aquilo é uma parafernália muito grande", explica Ana Deus, que integra hoje o projeto Osso Vaidoso, juntamente com Alexandre Soares. A primeira noite do Porto Best Of conta ainda com Old Jerusalem e Dan Riverman.
Três Tristes Tigres Ana Deus Alexandre Soares música artes cultura e entretenimento Osso Vaidoso
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)