Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

PABLO MILANÉS PARA TRÊS CONCERTOS

Figura pioneira do movimento "nova trova" popular dos anos 60 em Cuba, Pablo Milanés regressa este mês a Portugal para três espectáculos, um dos quais com a participação em palco do português Luís Represas.
6 de Janeiro de 2003 às 00:00
O "trovador cubano", que esteve em Portugal no âmbito da Expo’98, tem agendados espectáculos para os dias 17 e 18, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, e para 19, no Coliseu do Porto. No espectáculo no Porto, Pablo Milanés estará, pela primeira vez, acompanhado em palco por Luís Represas, apesar de os dois músicos já terem trabalhado juntos.

No primeiro disco a solo depois dos Trovante, o cantor português editou "Represas", gravado em 1993 em Havana, Cuba, que contou com a participação de Pablo Milanés no tema "Feiticeira".

'CANTAUTOR'

Autor de "Para Vivir", "El Guerrero" e "Yolanda", três das dezenas de músicas que compôs, Pablo Milanés é, a par de Silvio Rodriguez, um dos mais conhecidos "cantautores" de Cuba.

Apoiado pelo Governo de Fidel Castro, Pablo Milanés foi precursor ao transpor para a Cuba revolucionária dos anos 60 a música tradicional.

De entre o longo trabalho discográfico destacam-se "La Vida No Vale Nada" (1976), "El Guerrero" (1979), "Acto de Fe" (1982), "Buenos Días América" (1987) e "Días de Gloria" (2000).

Este ano editou "Pablo Querido", uma colectânea com uma mão-cheia de convidados, entre os quais os brasileiros Milton Nascimento, Gal Costa, Caetano Veloso, e ainda Soledad Bravo e Joaquín Sabina, retomando uma iniciativa semelhante realizada em 1985.

O preço dos bilhetes para os concertos varia entre os 15 e os 20 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)