Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Paixão na aldeia

A companhia de teatro Comédias do Minho está a levar ao palco de diversas freguesias do concelho de Monção uma representação original da peça ‘Auto da Paixão’. Com entrada gratuita, os espectáculos recontam os últimos momentos da vida de Jesus Cristo, da traição até à crucificação.
1 de Maio de 2008 às 00:30
Representação da vida de Cristo
Representação da vida de Cristo FOTO: D.R.

Com o objectivo de "aproximar as comunidades locais ao teatro" e promover a dinamização cultural em meios rurais, a iniciativa conta com a participação de um grupo de actores que transporta tudo o que é necessário para representar dezenas de personagens, desde roupas e objectos a instrumentos musicais ligados àquela que rotulam de "a mais bela história de todos os tempos".

Com direcção de João Pedro Vaz e cenografia de Ana Limpinho e Maria João Castelo, o ‘Auto da Paixão’ é interpretado por Gonçalo Fonseca, Luís Filipe Silva, Mónica Tavares, Rui Mendonça, Tânia Almeida e Vasco Mendonça.

A peça é hoje representada na Casa do Paçal de Pinheiros. Amanhã é a vez do Centro Paroquial de Moreira. O programa de actuações para o fim-de-semana inclui o Salão ParoquialdeLaraeaJuntade Freguesia de Troviscoso, depois de já ter passado pelo auditório da Casa do Corro.

Ver comentários