Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Para encher o olho

O Teatro Nacional D. Maria II acaba de estrear – e tem em cena até dia 16 – dois espectáculos que se destinam ao público com apetência pelas propostas menos convencionais.
11 de Outubro de 2005 às 00:00
‘Senso’ e ‘Respirações de Inês’, respectivamente dos criadores Carlos Pimenta/Mónica Calle/Luciana Fina e Maria Emília Correia/Eurico Lopes, integram-se na programação do Festival Temps d’Images e, como tal, querem fazer a ligação entre o teatro e a imagem. Desse ponto de vista, são projectos bem sucedidos.
‘Senso’ vive muito da beleza de Mónica Calle: durante os 60 minutos que dura, o público é ‘obrigado’ a olhar para um vídeo gigantesco em que a actriz se olha num espelho, sem maquilhagem e sem manifestar qualquer emoção.
A sua voz, ora em ‘off’ ora em presença, conta-nos, na primeira pessoa, a história amargurada da condessa Lívia Serpieri (que inspirou a Visconti o filme ‘Senso’).
‘Respirações’ recorda os amores infelizes de Pedro e Inês e do ponto de vista visual é ainda mais impressionante: cenário e figurinos são belíssimos, instalados no já de si imponente Salão Nobre, e quer o desenho de luz (João Paulo Xavier) quer o vídeo (Paulo Pires) acrescentam à beleza do todo.
Pelo lado plástico estamos, portanto, conversados. Onde as coisas funcionam menos bem é nas opções dramatúrgicas, quer de um quer de outro trabalho. É que de Lívia Serpieri – a personagem de ‘Senso’ – ficamos a perceber pouco, ou quase nada. A novela de Camillo Boito que inspirou os criadores é usada em cena apenas em excertos desgarrados e por muito bem que soem as palavras na voz melodiosa de Calle, saímos da Sala Estúdio do D. Maria II perplexos. O usufruto do espectáculo restringe-se à contemplação estética.
Em ‘Respirações’, há a vantagem de se saber a história com antecedência e até de conhecer bem alguns dos textos usados. Maria Emília Correia recorreu a obras de Camões, Eugénio de Andrade, António Patrício e muitos outros, e mistura-as para criar ambientes poéticos. É belo como evocação de Pedro e Inês, mas pouco acrescenta ao mito.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)