Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Pedem 7,5 milhões por imagens porno

Juiz recusa providência cautelar que queria impedir a estreia de ‘Lovelace’ hoje, nos EUA, mas exige uma indemnização por uso de ‘Garganta Funda’
9 de Agosto de 2013 às 01:00
'Garganta Funda' revelou Linda Lovelace
'Garganta Funda' revelou Linda Lovelace FOTO: DR

A empresa que detém os direitos sobre o filme pornográfico ‘Garganta Funda’, de 1972, processou os produtores de ‘Lovelace’, obra que recorda a vida conturbada da estrela porno Linda Lovelace. A Arrow Productions reclama uma indemnização de 7,5 milhões de euros às produtoras TWC, Eclectic Pictures e United Entertainment, e chegou a pedir ao tribunal que impedisse a estreia do filme, hoje, nos EUA.

Mas um juiz federal recusou a providência cautelar interposta pela Arrow e a estreia vai mesmo ter lugar. Só o pedido de indemnização será analisado posteriormente pelo tribunal.

O filme, protagonizado por Amanda Seyfried (atriz de ‘Mamma Mia’ e ‘Os Miseráveis’) e que conta ainda com interpretações de James Franco e Sharon Stone, recorre a imagens do ‘Garganta Funda’ original, alegadamente sem que os realizadores, Rob Epstein e Jeffrey Friedman, tenham pedido autorização para tal.

O filme, que conta a história de uma mulher cujo clitóris se situa na garganta (o que faz com que o sexo oral seja a sua única forma de obter prazer), teve um sucesso sem precedentes e arrecadou quase 451 milhões de euros. ‘Garganta Funda’ tornou-se uma referência na indústria pornográfica e transformou Linda Lovelace numa estrela planetária, embora a atriz tenha posteriormente renegado o trabalho e se tenha tornado numa fervorosa ativista anti-pornografia.

‘Lovelace’, que conta a história da atriz, não tem data de estreia prevista no nosso País.

cinema Garganta Funda Linda Lovelace Amanda Seyfried
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)