Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Polanski espreita o Urso de Ouro

Dificilmente ‘The Ghost Writer’, de Roman Polanski – ausente por se encontrar em prisão domiciliária na Suíça devido ao processo em que é acusado de ter violado uma adolescente em 1977 –, sairá de Berlim sem um prémio. E mesmo o Urso de Ouro não está afastado na cerimónia, que arranca às 19h00 (18h00 de Portugal). No entanto, é igualmente possível que o júri, liderado por Werner Herzog, prefira um filme mais radical e ousado do que a história em que Pierce Brosnan é um primeiro-ministro britânico muito inspirado em Tony Blair.
20 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Roman Polanski fez do ex-James Bond Pierce Brosnan um clone de Tony Blair em ‘The Ghost Writer’
Roman Polanski fez do ex-James Bond Pierce Brosnan um clone de Tony Blair em ‘The Ghost Writer’ FOTO: Ina Fassbender/Reuters

Seguramente fora do palmarés da 60ª edição do Festival de Berlim ficará o ‘film-noir’ ‘The Killer Inside Me’, de Michael Winterbottom, vaiado na sessão de imprensa. Nem a bela Jessica Alba o salvou.

Na véspera do anúncio dos vencedores começam a gerar-se consensos quanto às obras mais apreciadas. Um deles foi ‘The Kids are All Right’, da norte-americana Lisa Chodolenko – sobre um casal de lésbicas (Julianne Moore e Annette Bening) abalado pelo pai biológico (Mark Ruffalo) dos filhos –, mas também ‘Shekarchi’, do iraniano Rafi Pitts, ou até a radical e violenta produção japonesa ‘Caterpillar’, de Koji Wakamatsu, sobre o estigma e sequelas da guerra sino-japonesa.

Vingará decerto a ideia de que houve bom cinema no festival. Mesmo sem a chuva de autores de Cannes, Berlim orgulha-se de uma qualidade média que, sem obras--primas, também não provocou nenhuma azia ou séria decepção.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)