Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Ponte de Boutaca vai ter museu

A Ponte de Boutaca, construída no século XIX e a única em Portugal com casas de portageiros, vai ser recuperada pelo Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), para depois renascer como espaço cultural, no âmbito de um protocolo assinado com a Câmara Municipal da Batalha.
16 de Maio de 2005 às 00:00
As obras vão começar ainda este mês, estão orçamentadas em 922 mil euros e constam da substituição da cobertura das quatro casas de portageiros, tratamento de vãos, rebocos interiores e exteriores, pavimentação, execução de valetas, limpeza de elementos pétreos, colocação de iluminação e de sinaléctica adequada. Após a sua conclusão, a edilidade irá assumir as actividades de gestão corrente e de dinamização cultural, o que implica a criação de um centro cultural de história e artesanato.
Cada casa de portageiro terá uma vocação específica, direccionada para os diferentes escalões etários, mas com interligação entre todos os espaços. Haverá um espaço usado para a exposição de trabalhos infantis, outra terá artesãos, artistas e formadores afectos à Escola de Artes e Ofícios Tradicionais da Batalha. Está ainda contemplada a instalação de um mini-museu de carácter informativo e de um espaço juvenil para a prática de desenho, pintura, escultura e fotografia.
António Lucas, presidente da Câmara Municipal da Batalha, declarou-se “satisfeito” com a realização das obras e garante que o município avançará com a dinamização cultural da Ponte de Boutaca assim que as obras estejam concluídas.
“Pretendemos inserir a visita à Ponte de Boutaca no percurso turístico entre o Mosteiro de Santa Maria da Vitória e o Campo Militar de São Jorge, pois foi neste local que as tropas portuguesas que venceram a Batalha de Aljubarrota montaram a primeira posição”, explicou ainda ao CM, o autarca.
O tapete da ponte centenária – monumento nacional desde 1982 –, que antigamente integrou o traçado da Estrada Nacional n.º1, tem uma via em cada sentido de trânsito e a circulação está limitada a veículos com menos de 19 toneladas, mas admite-se que a circulação venha a ser condicionada para facilitar a movimentação de pessoas.
OBRA DE MESTRE
CLASSIFICAÇÃO
O decreto n.º 28/82 de 26 de Fevereiro, da autoria do Ministério da Cultura e Coordenação Científica, sob proposta do IPPC, classifica como “monumento nacional” a Ponte de Boutaca.
LOCALIZAÇÃO
A Ponte de Boutaca está situa-da a Oeste da vila da Batalha, sobre a ribeira da Calvaria, no local conhecido por ‘sítio do Boutaca’, integrando no passado a antiga EN-1.
MESTRE 'BOYTAC'
Construída em 1862, durante o reinado de D. Luís, a ponte é da autoria do mestre que lhe deu o nome, que foi também responsável pelas obras no Mosteiro da Batalha.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)