Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

PORTO PRECISA DE COOPERAÇÃO

O Porto tem condições para ser uma grande capital da cultura, mas para isso é necessário que as muitas instituições existentes cooperem.
8 de Outubro de 2004 às 00:00
Jorge Sampaio elogiou as fundações com património
Jorge Sampaio elogiou as fundações com património FOTO: Estela Silva
Este foi o desafio deixado por Jorge Sampaio na sessão comemorativa do 40.º aniversário da Fundação Cupertino de Miranda, quarta-feira à noite, numa cerimónia que contou também com a presença da ministra da cultura, Maria João Bustorff.
O Presidente da República (PR) revelou que esta é uma “velha discussão” com Rui Rio, presidente do Município, a quem tem sugerido que é necessário tirar partido do “extraordinário potencial” que a área do Porto tem em equipamentos culturais. O PR aludiu em particular à Casa da Música, manifestando confiança no seu acabamento e início de actividade.
Em tom informal, o PR falou das fundações, aludindo ao facto de serem poucas aquelas “que têm património”. “Só se vêem fundações a pedir dinheiro, quando devia ser exactamente o contrário. Hoje vamos descansados. Não precisamos de levar uma carta para entregar a alguém”, ironizou.
Com isto, Sampaio elogiava as fundações que têm fundos, património, acção e projectos próprios, como é o caso da Fundação Cupertino de Miranda e António de Almeida (do Porto) e Gulbenkian, Oriente e Ricardo Espírito Santo, de Lisboa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)