Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

"Portugal é um lugar excitante para tocar”

Eugene Hutz, líder dos Gogol Bordello, que amanhã tocam no Campo Pequeno, em Lisboa (22h00), está grato ao público português e quer que o concerto seja uma experiência comum.
9 de Dezembro de 2008 às 00:30
O líder dos Gogol Bordello diz que se vai empenhar em passar a energia para o público
O líder dos Gogol Bordello diz que se vai empenhar em passar a energia para o público FOTO: José Manuel Simões

Correio da Manhã – Este será o primeiro concerto de Gogol Bordello em Portugal fora de um festival. O que pode ser diferente?

Eugene Hutz – Espero que seja um espectáculo ainda com mais entusiasmo.

– Que memórias guarda de Portugal, onde já tocou por três vezes?

– Portugal foi uma revelação e é sempre um lugar muito excitante para se tocar. Reconhecem o nosso trabalho e o público tem sido muito caloroso connosco.

– Os concertos de Gogol Bordello são sempre muito intensos. De onde lhe vem essa energia?

– Quando estou em palco não penso nisso. Acho que vem de dentro e só depois é que vem o espectáculo. Não é um guião que alguém escreve para eu interpretar. Sou eu que escrevo o meu guião e tenho muita energia para partilhar. É muito importante que a energia passe para o público. Gostamos que os concertos sejam uma experiência comum.

– É também actor, mas o que prefere: o palco ou o set de filmagens?

– São coisas diferentes e uma parte proporciona-me o que a outra não dá. Nunca trocaria a vida de músico pela de actor, mas também gosto de representar. O problema é que não há muitos bons argumentos por aí.

– A seu último papel foi no filme de Madonna, ‘Filth & Wisdom’. Como foi trabalhar com ela?

– Foi muito bom. A personagem era boa, maníaca, todos gostaram dela. Mas foi muito extenuante. Ela adorou.

– É verdade que recusou ir com Madonna na digressão dela?

– Não recusei nada, só não o podia fazer porque tinha a minha digressão. Mas arranjei-lhe a banda cigana, que é minha família. Eles foram os meus professores, um é meu tio. Dei-lhe [a Madonna] o melhor. Eles são muito melhores do que eu.

PERFIL

Eugene Hutz Evgeny Aleksandrovitch Nikolaev, 36 anos, nasceu na Ucrânia. Fundou os Gogol Bordello em 1999, em Nova Iorque. O grupo pratica um punk-ciganoe já lançou quatro discos.

Hutz é também actor e participou em sete filmes, com destaque para ‘Everything is Illuminated’ e ‘Filth & Wisdom’, de Madonna.

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)