Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Prémio Eduardo Prado Coelho foi criado

A Câmara de Famalicão e a Associação Portuguesa de Escritores (APE) decidiram criar um prémio literário chamado Eduardo Prado Coelho em homenagem ao autor, na sequência da aprovação por unanimidade de um protocolo de cooperação entre as duas instituições.
28 de Dezembro de 2009 às 18:18
Prado Coelho morreu em 2007
Prado Coelho morreu em 2007 FOTO: Miguel Arcanjo

Para Armindo Costa, presidente da autarquia, urge “difundir o pensamento e obra de Prado Coelho”, que considera ter sido um “intelectual e grande ensaísta”.  

De acordo com o gabinete da presidência, o galardão, que será um montante de 7500 euros e terá a primeira edição já em 2010, propõe-se destacar todos os anos um ensaio literário escrito em português por um escritor de nacionalidade portuguesa.

Esta iniciativa contará com a ajuda financeira da Câmara de Famalicão, que promete arcar com os custos da promoção e divulgação do prémio, disponibilizando uma verba de cinco mil euros para este efeito.

Por outro lado, a APE irá “tomar todas as medidas e procedimentos para promover o prémio e nomear os membros do júri, bem como coordenar todo o processo de escolha do vencedor”.

Em Março de 2008, a Biblioteca de Famalicão mostrou ao público o espólio de Prado Coelho, que o escritor doou ao município. São 12 500 títulos sobre linguística, psicanálise, cinema, arquitectura, fotografia e artes plásticas.

Eduardo Prado Coelho, falecido em 2007, foi escritor, crítico literário e ensaísta.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)