Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Realizador Tiago Guedes volta do Festival de Veneza com prémio

Crítica independente distinguiu cineasta português como o galardão para Melhor Realizador.
Ana Maria Ribeiro 9 de Setembro de 2019 às 01:30
Tiago Guedes estreia ‘A Herdade’ em Portugal no dia 19
Albano Jerónimo é um dos protagonistas de ‘A Herdade’
Tiago Guedes estreia ‘A Herdade’ em Portugal no dia 19
Albano Jerónimo é um dos protagonistas de ‘A Herdade’
Tiago Guedes estreia ‘A Herdade’ em Portugal no dia 19
Albano Jerónimo é um dos protagonistas de ‘A Herdade’
O realizador português Tiago Guedes levou ao Festival de Veneza o seu mais recente filme, ‘A Herdade’, e voltou de lá com um prémio debaixo do braço. Trata-se do Bisato d’Oro para Melhor Realização, um galardão que lhe foi atribuído pela Federação Internacional de Críticos de Cinema.

Apesar de não ser um prémio oficial do evento, o realizador garante que é sempre uma satisfação ser-se distinguido "no meio de tanta gente talentosa" e espera que o galardão suscite suficiente curiosidade junto do público para o levar ao cinema.

‘A Herdade’, que chega às salas no dia 19, conta a história de uma família de latifundiários desde os anos 40, passando pelo 25 de Abril, até aos dias de hoje e tem Albano Jerónimo e Sandra Faleiro nos principais papéis. É uma produção de Paulo Branco e depois de fazer figura em Veneza vai tentar repetir a proeza no Festival de Cinema de Toronto, que decorre naquela cidade canadiana até ao próximo dia 15.

"Acredito que depois disto, desta distinção, o meu filme possa marcar presença noutros festivais internacionais – seria muito positivo para nós", acrescenta Tiago Guedes.

Na edição que atribuiu o Leão de Ouro ao filme ‘Joker’, de Todd Phillips – uma obra que tem sido elogiada pela originalidade com que dá a ver o nascimento do grande vilão da banda desenhada, interpretado por Joaquin Phoenix – o Festival de Veneza nomeou ainda o filme ‘Cães que Ladram aos Pássaros’, da portuguesa Leonor Teles, para o prémio de curta-metragem da Academia Europeia de Cinema. A obra, um trabalho sobre a especulação imobiliária na cidade do Porto, vai a concurso em dezembro.

‘J’Accuse’, de Roman Polanski, foi distinguido com o Grande Prémio do Júri, galardão recebido pela mulher do realizador, Emmanuelle Seigner, já que este não esteve presente na cerimónia.

SAIBA MAIS 
1932
é o ano da primeira edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza – o que o torna no mais antigo festival de cinema do Mundo. É, também, um dos três festivais de cinema mais prestigiados da Europa.

Outros distinguidos
Em 2007, o Bisato d’Oro distinguiu, na categoria de Melhor Filme, ‘Cristóvão Colombo – O Enigma’, de Manoel de Oliveira (1908-2015). Em 1989, o Festival de Veneza atribuiu o Leão de Ouro ao filme ‘Recordações da Casa Amarela’, de João César Monteiro (1939-2003).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)