Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

RECORDANDO CHARLIE PARKER

Um excelente espectáculo assinalou, esta sexta-feira, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, a abertura do festival Jazz na Alta Extremadura.
22 de Setembro de 2003 às 00:00
A sala encheu-se de gente para ouvir o concerto de homenagem a Charlie Parker, com a opção de utilizar um quarteto de jazz e uma orquestra clássica para recriar trabalhos originalmente tocados por uma orquestra de cordas e registados entre 1949 e 1952.
O director de orquestra, o norte-americano Robert Sadin, fez os arranjos para a Orquestra Filarmónica das Beiras e para um quarteto de jazz composto por Perico Sambeat em saxofone alto, Mário Laginha (num sensacional regresso ao jazz) no piano, Bernardo Moreira em contrabaixo e André Sousa Machado na bateria.
Sambeat interpretou Parker de forma notável: soube dar-lhe a entoação original mas nunca entrou em imitações. O seu trabalho foi sempre actual e personalizado, embora perfeitamente dentro dos padrões do grande músico.
O suporte do quarteto – a Orquestra das Beiras – foi impecável em todos os temas, com uma sonoridade que nos transportou para os sons dos anos quarenta da Broadway e de Hollywood.
Os temas, quase todos gravados por Parker, como “Easy To Love”, “April In Paris” ou “Just Friends”, deliciaram um público surpreendido pela excelente qualidade deste espectáculo, notável a todos os títulos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)