Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Reviver a Feira da Piedade

Ao ler no cartaz onde se anuncia a corrida do próximo domingo, na Monumental Celestino Graça, em Santarém, com que se pretende reviver a Feira da Piedade, lembrei-me de um curioso episódio, que vivi e testemunhei, faz hoje precisamente 61 anos.
João Aranha 10 de Outubro de 2014 às 18:43
FOTO: João Dinis / A-Gosto.com

Viajava num velho autocarro de Sevilha para Badajoz, pela antiga "carretera", única maneira de chegar a Portugal num tempo em que as feridas das duas guerras ainda marcavam as terras andaluzas. A tal "carripana" era compartimentada e a meu lado viajava um moço com ar de "maletilla" a condizer com a bagagem quer trazia e com a conversa com outros dois sentados noutro banco.

Os demais passageiros eram (para além de quatro senhoras de uma comunidade católica de Santiago do Chile e o ‘superior’ dos jesuítas da capital chilena, que vinham em peregrinação para Fátima, e, curiosamente, já me acompanhavam desde Gibraltar, onde desembarcáramos de um navio que nos trouxera de Buenos Aires), um jovem frade franciscano de burel, sandálias e modos de andaluz, e um casal espanhol.

Naturalmente meti conversa com o ‘vizinho’ de ocasião, que me disse chamar-se Jaime Ostos, ser de Ecija, e viajar para Santarém onde vinha tourear. Lá lhe expliquei que a viagem era longa mas a Feira da Piedade tinha empaque, desejando-lhe sorte. E foi então que, chegados a Los Santos, lá pelas 11 da manhã, para uns ‘churros’ e café com leite, ele e os dois da quadrilha, sacaram dos capotes e entraram numa de toureio de salão em plena ‘carretera’ logo partilhado pelo jovem frade, que até se ajeitava no manejo do percal. Os aplausos estalaram e as caras de espanto das senhoras e do padre jesuita ficaram-me na memória para sempre. 

Nunca me calhou reencontrar o Jaime Ostos, que atingiu os píncaros da glória como matador de toiros, para lhe recordar este episódio. 

No entanto, com a preciosa ajuda do ‘Manel da Zica’ estou em condições de completar a ‘estória’ confirmando que na tarde de 11 de Outubro de 1953, Ostos alternou com Joaquim Marques, ,que a cavalo estiveram nada menos que Simão da Veiga e Manuel Conde e, logicamente, os Amadores de Santarém ,comandados por Ricardo Rhodes Sergio na lide de toiros de Silva Vitorino.

Os comentários deixo-os aos leitores possíveis, e, senão chover, lá estarei a reviver a Piedade 2014.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)