Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Rivera Ordoñez colhido

O matador de toiros espanhol Francisco Rivera Ordoñez recupera no hospital de Sevilha da colhida que sofreu sábado, durante uma corrida realizada em Osuna.
16 de Maio de 2005 às 00:00
O ‘diestro’ sofreu uma cornada com duas trajectórias, de 10 e de 20 centímetros, “de prognóstico grave”, conforme o relatório médico de Raúl Morales, que o assistiu e operou no local.
Rivera Ordoñez lidava o 5.º toiro da tarde quando sofreu uma cornada “no tércio inferior do músculo” (da perna direita), tendo sido de imediato operado na enfermaria da praça de toiros. Concluída a intervenção cirúrgica de urgência, o toureio foi, então, transferido para o hospital Fremap, em Sevilha, onde se encontra internado.
Nascido em Janeiro de 1974, em Madrid, Francisco Rivera Ordoñez é filho de Paquirri, neto de António Ordoñez e sobrinho de Luís Miguel Dominguín. Tomou alternativa de matador a 23 e Abril de 1995, na Real Maestranza de Sevilha.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)