Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

ROBBIE WILLIAMS QUER REUNIR TAKE THAT

O polémico cantor Robbie Williams, um dos mais bem pagos do Mundo, está desejoso de voltar a reunir a sua antiga banda, os Take That, para um concerto de despedida que, na verdade, nunca chegou a acontecer aquando da cisão do grupo em 1995, motivada por desentendimentos vários entre Williams e Gary Barlow, outro dos elementos.
4 de Outubro de 2004 às 00:00
Durante uma entrevista a uma rádio britânica, o cantor de She’s The One, confessou que, em nome da música e dos fãs saudosos, está disposto a reaproximar-se de Barlow para um último espectáculo. “Tenho muita curiosidade em saber se os fãs ainda se lembram das nossas músicas e das nossas coreografias. Na verdade há uma parte de mim que ainda não se despediu definitivamente dos fãs”, disse.
Mas se Robbie Williams está disponível para fazer as “pazes”, já Gary Barlow poderá estar um pouco mais renitente, sobretudo se não tiver memória curta e se lembrar de que o antigo companheiro não lhe poupou críticas nas páginas de uma autobiografia recém-publicada.
BARLOW, O SOVINA
Nesse livro que veio a revelar-se corrosivo para muitas personalidades da música e do espectáculo, tais como George Michael, Cameron Diaz e Christina Aguilera, entre outros, (quem quiser conhecer alguns dos podres destas figuras tem de ler Feel), Williams chegou a apelidar Gary Barlow de “sovina” por um dia ter cobrado dinheiro aos restantes elementos do grupo que tiveram de utilizar o seu telemóvel.
No decorrer da entrevista à rádio ‘Hit 40 UK’ que será transmitida esta semana, Robbie Williams afirmou que a coisa mais simpática que Gary Barlow lhe disse foi ter “abandonado a banda mais cedo do que planeava”.
Recorde-se que Robbie Williams abandonou os Take That em 1995, ao final de quatro álbuns, por desentendimentos com Barlow, sendo que o grupo acabaria por conhecer a sua “morte” definitiva seis meses depois, quando já todos adivinhavam que Barlow, Howards Donald e Jason Orange, dificilmente teriam capacidade para seguir sozinhos. Será possível agora a sua ressurreição?
Ver comentários