Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Robin antes da lenda

Se espera o ‘Robin Hood’ de sempre, a roubar aos ricos para dar aos pobres, desengane-se. A nova versão do herói de Nottingham assinada por Ridley Scott, que estreia amanhã em Portugal, arranca bem antes do mito e revela o homem por detrás da lenda.
12 de Maio de 2010 às 00:30
Russell Crowe é o mais recente actor a encarnar o lendário herói
Russell Crowe é o mais recente actor a encarnar o lendário herói FOTO: direitos reservados

'Sem perceber, desenvolvemos uma história que gira em torno da formação de Robin Hood, do início da lenda e de como ela surgiu, em oposição ao que as pessoas já sabem', explicara já o realizador.

Dez anos de cruzadas do rei Ricardo Coração de Leão e o exército volta a casa. Entre eles, um arqueiro eloquente com espírito de liderança. E de missão. Robin Longstride, mais conhecido por Robin Hood, disfarçado de cavaleiro, comanda um pequeno grupo rebelde de regresso a Inglaterra para devolver a coroa do defunto rei.

Dez anos depois de ‘Gladiador’, Crowe volta a ser dirigido por Ridley Scott naquele que é já o quinto filme juntos. Quanto a Cate Blanchett, esta é a primeira parceria com Crowe num amor platónico que dá mais garra e sangue na guelra a ‘Lady Marion’, antes e sempre uma donzela em apuros.

Pelo meio não falta intriga, traição, espionagem e a luta pelo bem mais precioso – a liberdade. Esquecido fica o vilão, antes o xerife, agora Godfrey (Mark Strong), um ‘amigo’ do novo rei que vai trair a pátria em nome da ganância e do poderio inimigo. Não fora, claro, o herói de sempre... que, ainda assim – manda a lenda – vira fora-da-lei.

No total, são 148 minutos a lembrar o ‘Gladiador’ mas com Crowe vestido ora de cavaleiro, ora de arqueiro medieval em cenários imponentes e batalhas bem coreografadas. Mais do mesmo, num épico eficiente, com a frescura de uma versão inovadora e que agarra o espectador... sem o arrebatar.

DETALHES

ANTEESTREIA EM CANNES

A apresentação mundial de ‘Robin Hood’ é hoje na abertura do Festival de Cannes. Amanhã, chega aos cinemas.

QUINTA PARCEIRA

Ridley Scott e Crowe trabalharam juntos em ‘Gladiador’ (2000), ‘Um Ano Especial’ (2006), ‘Gangster Americano’ (2007) e ‘O Corpo da Mentira’ (2008).

‘MARION’ POUCO DONZELA

Nesta versão, ‘Marion’ (Cate Blanchett) é uma viúva guerreira e não a habitual donzela.

ÉPICO DE 130 MILHÕES

O orçamento oficial é de 130 milhões de dólares (100,6 milhões de euros), mas circulam rumores de que custou mais 100 milhões.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)