Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Romance maldito chega a Portugal

Livro ridiculariza a Alemanha e a Primeira Guerra Mundial.
Miguel Azevedo 25 de Maio de 2019 às 01:30
Schlump' esteve escondido durante vários anos no interior de uma parede 2Hans Herbert Grimm foi o autor da obra 3O livro é uma paródia à Primeira Guerra Mundial
Schlump' esteve escondido durante vários anos no interior de uma parede 2Hans Herbert Grimm foi o autor da obra 3O livro é uma paródia à Primeira Guerra Mundial
Hans Herbert Grimm
Schlump' esteve escondido durante vários anos no interior de uma parede 2Hans Herbert Grimm foi o autor da obra 3O livro é uma paródia à Primeira Guerra Mundial
Schlump' esteve escondido durante vários anos no interior de uma parede 2Hans Herbert Grimm foi o autor da obra 3O livro é uma paródia à Primeira Guerra Mundial
Hans Herbert Grimm
Schlump' esteve escondido durante vários anos no interior de uma parede 2Hans Herbert Grimm foi o autor da obra 3O livro é uma paródia à Primeira Guerra Mundial
Schlump' esteve escondido durante vários anos no interior de uma parede 2Hans Herbert Grimm foi o autor da obra 3O livro é uma paródia à Primeira Guerra Mundial
Hans Herbert Grimm
Antinacionalista, anti-heroico, humanista e bem-humorado. Um livro luminoso, escrito numa época sombria." Foi assim que o jornal alemão 'Frankfurter Allgemeine Zeitung' caracterizou o livro 'Schlump', uma obra que ridiculariza a Primeira Guerra Mundial e que chegou a ser considerada "maldita" pelos nazis.

O livro, um romance semiautobiográfico publicado inicialmente de forma anónima na Alemanha, em 1928, mandado queimar pelos nazis e escondido depois pelo seu autor, numa parede, foi redescoberto ao fim de 80 anos, e chega agora a Portugal editado pela PIM!.

Escrito por um professor chamado Hans Herbert Grimm (1896-1950), o romance inspira-se na sua participação na Primeira Grande Guerra, entre 1914 e 1918, descrevendo os combatentes alemães de modo pouco heroico, a estratégia adotada no confronto como "imprudente, disparatada e imbecil", o imperador "como um cobarde" e toda a guerra como "uma brutal piada de mau gosto".

Com medo de ser descoberto, preso e perseguido quando os nazis chegaram ao poder na Alemanha, Hans Herbert Grimm acabou por esconder o livro dentro da parede de sua casa, nos anos 30, e, para permanecer em segurança na cidade alemã de Altenburg e continuar a dar aulas, chegou mesmo a inscrever-se no partido nazi, o NSDAP.

Caído no esquecimento, 'Schlump' foi redescoberto em 2013, ganhando popularidade quando Grimm foi identificado como o seu autor.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)