Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Rubrica do Coleccionismo do CM faz 30 anos

José Pires dos Santos comemorou 30 anos da rubrica de coleccionismo no 'CM' com o lançamento de um selo e de um carimbo personalizados. A apresentação decorreu esta sexta-feira na estação dos CTT dos Restauradores.
26 de Novembro de 2010 às 16:30
José Pires dos Santos com o director-adjunto do CM, Armando Esteves Pereira
José Pires dos Santos com o director-adjunto do CM, Armando Esteves Pereira FOTO: Bruno Colaço

Os selos foram desenhados pelo filho, Miguel Santos, e podem circular em Portugal. Mas, além de servir como “recibo” nos correios, um selo é “sempre” uma forma “divulgação de arte”, conta Pires dos Santos.

 

O carimbo vai ser ainda distribuído nas estações dos correios para todos os coleccionadores. O colaborador do CM explicou que o carimbo “autentica o acontecimento”, é “funcional” e chega a mais pessoas.

 

Em 1995 publicou pela primeira vez no CM, fazendo manchete com 'CTT edita selos apátridas'. Alguns anos mais tarde alargou a sua escrita para o coleccionismo em geral.

 

Olhando em retrospectiva, José Pires dos Santos considera que se “criaram muito colecionadores de selos, moedas, medalhas” graças às páginas do CM, realçando que “bastava divulgar [no jornal] e as pessoas iam às exposições”.

 

Para o colaborador, apaixonado pela filatelia desde a infância, estas décadas significam o acompanhamento do coleccionismo a nível nacional, assinalando que o momento mais importante é este: “Comemorar 30 anos.”

 

O director-adjunto do CM, Armando Esteves Pereira, João Duarte, professor de Belas Artes, e Pedro Vaz Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Filatelia, foram algumas das pessoas que marcaram presença para felicitar pessoalmente o autor da rubrica 'Coleccionismo'.

Pedro Vaz Pereira afirmou ao CM que “escrever 30 anos numa coluna filatélica não é para toda a gente”, realçando a capacidade de Pires dos Santos para encontrar assuntos novos todas as semanas.

 

“É de uma importância enorme para a filatelia” o trabalho de José Pires dos Santos, sublinhou Vaz Pereira: “O CM é o jornal mais lido e com mais tiragem, logo é uma promoção importantíssima para a filatelia.”

O presidente da Federação Portuguesa de Filatelia, acrescentou ainda que o estado da filatelia “não tem nada a ver com o de há 30 anos”, atribuindo o mérito ao “segundo especialista filatélico mais antigo no activo” na imprensa.

 

Para assinalar a efeméride, José Pires dos Santos reuniu os seus trabalhos num livro que mereceu uma medalha de prata numa feira internacional.

coleccionismo selos carimbos Correio da Manhã filatelia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)