Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Ruy de Carvalho criticado no Facebook

Ruy de Carvalho usou a sua página no Facebook para justificar o texto que escreveu a criticar o atual Governo e o Presidente da República.
28 de Maio de 2013 às 14:31
Ruy de Carvalho
Ruy de Carvalho FOTO: Miguel Barreira

O ator de 86 anos escreveu na passada sexta-feira um texto mno qual mostra a sua indignação para com o ministro das Finanças, que acusa de "institucionalizar o roubo", perante "o silêncio do Primeiro--Ministro e os olhos baixos do Presidente da República".

Ao CM, Ruy de Carvalho esclarece que decidiu manifestar a sua indignação depois de ter recebido uma carta das Finanças que indica que já não é "artista" e passou a ser apenas "prestador de serviços", deixando de ter direitos conexos e de propriedade intelectual.

No entanto, foram muitos os utilizadores daquela rede social que criticaram o ator, afirmando que este sempre foi apoiante do PSD, especialmente de Cavaco Silva, e que agora que se sentia "roubado" é que se tinha pronunciado contra as políticas de direita.

"Se o Passos Coelho está lá e o Cavaco também, é porque muita gente votou e acreditou neles, tal como o Ruy de Carvalho, e só agora todos viram a asneira e se sentiram roubados", lê-se num dos comentários publicados na página do ator.

"Recuemos até ao ano de 2011 quando o senhor foi um assumido apoiante de Passos Coelho e do PSD e avancemos para 2012, quando o senhor foi condecorado por Cavaco Silva (...). Sabe que neste País, há dois fatores decisivos que influenciam as pessoas no voto - a manipulação dos media e os homens ou artistas do regime. Portugal vota sem consciência, mas o senhor apoiou de consciência os políticos de direita que agora acusa de arrasarem a cultura em Portugal. Por isso, a responsabilidade de tamanho desastre também é sua, não se queixe agora só porque lhe foram ao bolso, como foram e estão a ir a milhões de portugueses", escreve outro utilizador do Facebook.

Ruy de Carvalho decidiu responder a estas críticas e publicou outro texto no sábado passado.

"Cada um lida com a sua honestidade, no tempo que lhe é próprio. Sou e serei um Social-democrata, porque acredito nesse tipo de formatação política", explica o artista.

"Ergo agora a minha voz (...) por ver que aqueles em quem acreditei fogem aos princípios que juraram defender. Foram eles que juraram e não eu. São eles que enganam. E por me sentir enganado, não precisei de recorrer a grupos, quer políticos, quer profissionais para abrir uma frente de protesto" escreveu Ruy de Carvalho.

"Todos os que me conhecem sabem que estou sempre na primeira linha das lutas contra a mentira e as injustiças. (...) Tenho pena que todos nós, todo o povo português, tenhamos tido pouca sorte nas escolhas que fez", desabafa o ator, admitindo assim ter errado nas opções políticas que tomou.

ruy de carvalho críticas governo facebook passos coelho cavaco silva artistas fisco
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)