Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Saudar República custa dez milhões

É ambicioso, mas temos uma programação de qualidade para públicos de várias faixas etárias, um pouco por todo o País." É assim que Gabriela Canavilhas, ministra da Cultura, caracteriza o programa oficial das comemorações do centenário da República, apresentado ontem na Biblioteca do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa.
6 de Janeiro de 2010 às 00:30
Ministra da Cultura apresentou ontem no Palácio da Ajuda algumas das mais de 500 iniciativas
Ministra da Cultura apresentou ontem no Palácio da Ajuda algumas das mais de 500 iniciativas FOTO: Jorge Paula

Com um orçamento estimado em dez milhões de euros da Comissão Nacional criada para o efeito, também com contribuições de algumas parcerias, fazem parte do vasto conjunto de actividades mais de 500 iniciativas e projectos.

Segundo a ideia de olhar para o passado de forma a garantir um futuro melhor, são vários os eixos programáticos. Um deles é o das ‘Exposições do Centenário’, que contempla 39 mostras, em vários museus nacionais, como ‘Viva a República! 1910-2010’, que estará na Cordoaria Nacional a partir de Março para apresentar ao pormenor um dos ciclos políticos mais marcantes da História de Portugal.

Outros eixos com actividades culturais foram desenvolvidos, nomeadamente ‘República das Letras’, dedicado ao conhecimento e divulgação de manifestações literárias do tempo da I República. Está também em desenvolvimento um programa de edições que pretende deixar um legado bibliográfico, promovendo a investigação deste período nas diversas áreas.

No eixo ‘Arte, Espectáculos e Animação de Rua’ destacam-se iniciativas de cinema, teatro e música. É o caso de ‘A República Dança’, espectáculo com estreia marcada para 5 de Fevereiro no Montijo que alia dança e novas tecnologias. O programa está disponível em www.centenariorepublica.pt.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)