Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

"Se nasci na festa morrerei nela”

José Luís Gomes, cabo dos Forcados de Lisboa, vai ao Campo Pequeno na quinta-feira para a última pega.
6 de Abril de 2010 às 00:30
José Luís Gomes
José Luís Gomes FOTO: Sérgio Lemos

Correio da Manhã – Como antevê a noite da despedida na corrida de quinta-feira que marca o início da temporada do Campo Pequeno?

José Luís Gomes – Como uma corrida de enorme responsabilidade e como um acto de orgulho, pois deixei algo de que se recordarão.

– Sentiu a responsabilidade de suceder como cabo dos Forcados de Lisboa a Nuno Salvação Barreto?

– Senti durante estes anos todos porque o Nuno não é substituível. Mas consegui com os seus ensinamentos dar continuidade à honra de envergar a jaqueta dos Forcados de Lisboa.

– Saliente o momento marcante da sua carreira.

– Foi a 25 de Junho de 1992, no Campo Pequeno, quando Salvação Barreto me deu a honra de o substituir.

– Deixa o lugar ao seu filho Pedro Maria. Vai afastar-se da festa de toiros?

– Claro que não. Fico a sofrer mais, e se nasci na festa morrerei nela.

– Há muita juventude no grupo de Lisboa e isso assegura o seu futuro...

– De facto o grupo tem jovens mas tem também alguns veteranos que lhes vão transmitindo os seus indispensáveis conhecimentos.

PERFIL

José Luís Gomes, nascidoem Lisboa há 55 anos, começou a pegar toiros aos15. Filho do matador Augusto Gomes Jr., começou nos Forcados do Montijo e passou para os de Lisboa em 1972.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)