Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Senegalês Cheik Lô toca na próxima semana em Lisboa e segue para os Açores

O músico senegalês Cheikh Lô que este ano actuou no festival Músicas do Mundo, em Sines, toca na próxima sexta-feira, em Lisboa, e no dia 19 na ilha de Santa Maria nas Marés de Agosto.
7 de Agosto de 2011 às 10:53
 Músico senegalês Cheikh Lô
Músico senegalês Cheikh Lô FOTO: d.r.

O músico irá apresentar no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, no âmbito do ciclo "CCB fora de si", o mais recente álbum, "Jamm", que definiu à Lusa como "multicolor". O mesmo alinhamento seguirá no festival que anima de 18 a 20 deste mês a ilha de Santa Maria.

"Jamm" foi editado o ano passado, tendo sido apontado pela crítica como um dos melhores álbuns de "world music" do ano", disse à Lusa o músico, afirmando ainda que o álbum "reflecte vivências musicais, com uma matriz pan-africana".

Filho de senegaleses emigrados no Burkina Faso, "antes da independência [em 1960]", Cheik Lô afirma-se senegalês "mas sentindo todas as trocas musicais, de uma zona culturalmente muito rica" às quais acrescenta "sons do mundo, desde Cuba ao jazz que já de si tem uma base africana". “'Jamm' é um álbum multicor, reflexo da minha vida musical multifacetada, com o repertório que tenho experimentado em vários estilos, a ideias musicais que ponho em prática e sem nunca esquecer a essência africana, o ritmo, a batida", disse o músico.

Com Cheikh Lô (voz, guitarra e timbales) tocam Cheik Tidiane Tall (guitarra),  Thierno Sarr (baixo), Khadim M'Baye e Samba N´Dokh (percussões), Wilfrid  Zinsso (trombone e saxofone) e Ndiaye Badou (bateria).

Tal como aconteceu no primeiro dia em Sines, o músico e a banda irão apresentar "um repertório que reflicta todas estas vivências musicais em que se cruza a música banta com o jazz, a música cubana, os blues, o rap, o R&B e o reggae". Lô canta em francês e também em diferentes dialectos bantos que formam um ramo do grupo benue-congolês que "se entende no Senegal, no Burkina Faso, no Mali e na Costa do Marfim", disse. Referindo-se ao Músicas do Mundo, Cheik Lô afirmou tratar-se de "um  grande festival" num país onde o "público é participativo e conhecedor".

Cheikh Lô senegalês Músicas do Mundo CCB Marés de Agosto Santa Maria
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)