Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

SOFIA GASPAR: 'É PRECISO PENSAR POSITIVO'

Lançou-se a solo com um disco recheado de mensagens optimistas, cujo título é precisamente “Pensa Positivo”. Ao ‘CM’, a jovem cantora falou do desafio que é fazer
um álbum de pop rock cantado em português e também
dos projectos para o futuro. Sofia Gaspar, cantora
20 de Outubro de 2002 às 00:00
Correio da Manhã - O público português conhece-a através dos projectos do produtor Ediberto Lima, principalmente pela sua ligação aos Santa Claus. Porque resolveu enveredar por uma carreira a solo com directrizes musicais tão diferentes?

Sofia Gaspar - Numa banda estamos sempre muito limitados. Eu queria fazer uma coisa que tivesse mais a ver comigo e com o meu gosto musical, que sempre foi pop rock. E cantar letras que falassem daquilo que eu queria transmitir. Quando rescindi contrato com o Ediberto Lima, o produtor Gonçalo Pereira mostrou-se interessado na minha voz. Depois foi uma questão de discutirmos a direcção que eu desejava dar ao meu projecto a solo.

- Tendo em conta que a orientação musical da Sofia Gaspar mudou significativamente, foi difícil encontrar apoios para este projecto?

- Inicialmente muitas editoras persuadiram-me a desistir desta ideia da pop rock. Mas fui lidando com os altos e baixos, até encontrar a editora que apostou em mim e no meu projecto. Depois, tive a sorte de trabalhar com o Gonçalo que é um óptimo produtor, guitarrista e letrista.

- E que tal foi a experiência de estar sozinha em estúdio?

- Ah... isso foi terrível. Quem gosta mesmo de cantar prefere sempre o contacto com as pessoas, porque é daí que retira a energia. O estúdio é solitário, algo constrangedor. Por mais que se queira pôr a mesma força e intenção nas canções, falta ali a razão de ser da música, que é obviamente o público.

- De que fala este disco?

- Essencialmente pretende transmitir uma série de ideias optimistas e por isso mesmo o disco chama-se “Pensa Positivo”. Aliás, esse é também o primeiro 'single'. Antes de chegar aqui, ouvi muitas vezes não e cheguei a sentir-me perdida. Além disso, tenho tendência para ser pessismista. Mas é preciso pensar positivo, saber passar por cima dos percalços e seguir em frente.

- Onde pretende chegar em termos de carreira?

- Gostava de não ser mais uma daquelas artistas que edita um álbum e depois desaparece. Desejava que este fosse apenas o primeiro de muitos.

- Com quem gostaria de dividir o palco?

- Com Tina Turner. É um dos meus maiores ídolos. Apesar da idade que tem, acho que não existe nenhuma outra cantora que consiga depositar a mesma garra e a mesma energia em palco. É um nome que sempre me serviu de inspiração.

Perfil

É caso para dizer que a carreira a solo de Sofia Gaspar, a nova revelação do pop rock cantada em português, começou da melhor maneira possível. No último Verão, a cantora apresentou “Pensa Positivo”ao vivo, nas primeiras partes de concertos de nomes prestigiados da música portuguesa, como é o caso de Rui Veloso e Nuno Guerreiro, e as reacções foram surpreendentes, superando as expectativas da própria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)