Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Sons para várias gerações

Portugueses Orelha Negra lançaram o dueto Las Roux e os cabeças de cartaz James Morrison e David Guetta.
20 de Julho de 2013 às 01:00
Os britânicos La Roux foram a primeira banda internacional a atuar no segundo dia do festival
Os britânicos La Roux foram a primeira banda internacional a atuar no segundo dia do festival FOTO: Rui Bandeira/peventertainment

O segundo dia do festival de verão em Vila Nova de Gaia trouxe várias gerações ao recinto. Num dia em que um dos cabeças de cartaz era o conhecido DJ David Guetta, o público mais jovem esteve em maioria e aguardava ansioso pela atuação do francês.

"Queremos ver David Guetta! Vai ser brutal! Vai partir tudo!" disse ao CM Pedro Matos, que conseguiu um "bom lugar na frente" para os concertos.

Com uma sonoridade bem afastada do rock, ao contrário do dia de estreia, a Praia do Cabedelo encheu mais cedo. Mesmo assim os portugueses Orelha Negra, um conjunto de cinco músicos apaixonados pelas sonoridades afro-americanas - Sam The Kid, DJ Cruzfader, Fred Ferreira, Francisco Rebelo e João Gomes - não tiveram mais do que meia plateia a assistir.

Com uma sonoridade electrónica, aliando mesas de mistura a instrumentos tradicionais, o público foi dançando num ambiente descrito como "boa onda" por Isabel Dias e Tânia Santos, que vieram ao festival com o grupo de amigos.

Com lotação esgotada o segundo dia de Marés Vivas contou com 25 mil pessoas. "Viémos com a nossa filha para ela ver David Guetta e o James Morrison", contou Paula e David Carvalho, que conseguiram bilhete para este dia "mesmo à última hora".

O cantor britânico James Morrison deu o mote para o DJ francês e foi um dos mais esperados da noite. Já o dueto La Roux foi a primeira banda internacional a subir ao palco. Mal o concerto tinha começado, já o público estava ao rubro. "In For the Kill’, um dos singles mais conhecidos da banda formada pelo ‘quase oculto’ Ben Langmaid e por Elly Jackson, foi a música que serviu de arranque para o concerto da banda que se estreou em solo português no festival Alive, em 2010.

Até ao fecho desta edição faltava subir ao palco James Morrison e David Guetta.

LEIA MAIS NA EDIÇÃO DE HOJE DO 'CORREIO DA MANHÃ'

atualidade música marés vivas festival
Ver comentários