Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Tarantino muda rumo da II Guerra Mundial

Só mesmo Quentin Tarantino para engendrar um universo alternativo em que Hitler e outros altos dirigentes do Terceiro Reich ficam do lado errado de um incêndio, num cinema na França ocupada, enquanto assistem a um filme sobre um herói nazi.
27 de Agosto de 2009 às 00:30
Quentin Tarantino e Brad Pitt formam uma dupla de peso em ‘Sacanas sem Lei’
Quentin Tarantino e Brad Pitt formam uma dupla de peso em ‘Sacanas sem Lei’ FOTO: direitos reservados

Antes disso, em ‘Sacanas sem Lei’, que chega hoje a Portugal, um grupo de soldados particularmente cruéis é treinado pelo tenente Aldo Raine (Brad Pitt) para chacinar o maior número de nazis. Entre esses ‘bastardos’ encontram-se Mike Meyers ou Michael Fassbender, que acabarão dominados por damas como Mélanie Laurent (no papel da judia Shosanna) e Diane Kruger (como a actriz alemã Bridget von Hammersmark). No campo oposto está o sinistro e poliglota caçador de judeus Hans Landa (brilhante Christoph Waltz), personagem que acaba por roubar o filme.

Em Cannes, na estreia mundial desta variante de ‘Os Doze Indomáveis Patifes’ com sabor a ‘western spaghetti’, Tarantino explicou o filme que partilha o título com uma obra realizada por Enzo Castellari em 1977: "Interessa-me a forma como estas personagens alteraram o curso da História. Se tivesse existido um herói nazi como Fredrick Zoller (Daniel Bruhl), talvez Goebbels fizesse um filme sobre ele. A partir daí, o meu cenário seria possível."

Uma noitada de copos bastou para convencer Brad Pitt. "O Quentin visitou-nos e falámos toda a noite sobre o filme. Na manhã seguinte, só me lembro de ver cinco garrafas de vinho vazias e vestígios de fumo. Devo ter concordado, pois seis semanas mais tarde estava com o uniforme vestido", revelou o actor.

Trabalhar com Pitt era um sonho do cineasta mas foi "um namoro prolongado". "Queria escrever uma personagem à medida do que esperava dele. Ao criar o Aldo, disse logo: ‘É para o Brad’." E foi mesmo.

PORMENORES

SUCESSO GLOBAL

O último filme do autor de ‘Cães Danados’, ‘Pulp Fiction’ e ‘Kill Bill’ está a ser o seu maior sucesso de bilheteira dentro e fora dos EUA.

ELENCO INTERNACIONAL

Além dos norte-americanos, Tarantino chamou actores europeus de vários países.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)